Pesquisar notícia
terça,
18 jun 2024
PUB
Tecnologia

Investigadores portugueses estudam discurso de ódio no Youtube

1/07/2023 às 14:55
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Investigadores do Interactive Technologies Institute do Instituto Superior Técnico, conduziram um estudo inovador sobre o discurso de ódio direcionado a comunidades marginalizadas nos comentários da rede social YouTube. Cláudia Silva(ITI/IST) integrou uma equipa de investigação liderada por Paula Carvalho (INESC-ID/IST), que teve como objetivo analisar a prevalência e as estratégias linguísticas subjacentes ao discurso de ódio online contra as comunidades afrodescendentes, ciganas e LGBTQ+ em Portugal. A investigação foi desenvolvida no âmbito do projeto HATE COVID-19.PT.

Os conhecimentos adquiridos com a análise do discurso de ódio online servirão de base ao desenvolvimento de modelos de deteção automatizada mais eficientes, adaptados à língua portuguesa. Tal contribuirá para uma compreensão mais profunda da dinâmica do discurso de ódio online em Portugal e ajudará na luta contra a discriminação e a intolerância.

O estudo foi motivado pela presença crescente do discurso de ódio online nas redes sociais e o seu impacto negativo nos indivíduos e na sociedade. Os investigadores criaram um corpus composto por 20.590 comentários postados por 8.485 utilizadores on-line em 39 vídeos do YouTube direcionados às comunidades acima mencionadas. Os comentários foram meticulosamente analisados usando técnicas de linguística, o que permitu a identificação de discursos de ódio explícitos e encobertos, contradiscursos e padrões de discurso ofensivos.

A criação do primeiro corpus anotado para o português europeu servirá como um recurso crucial para estudar e detetar discursos de ódio online, especialmente no que diz respeito às comunidades visadas, nas plataformas de redes sociais.

Quanto aos passos futuros, os investigadores farão proveito dos resultados do estudo para aprofundar o tópico de investigação no contexto do projeto KNOwhate, liderado pela investigadora Cláudia Silva, que visa combater o discurso de ódio em Portugal através de podcasts e campanhas online. Adicionalmente, vários autores do estudo também exploram a relação entre discurso de ódio, teorias da conspiração e redes sociais num outro projeto chamado MAICT.

Daniel da Costa Ribeiro (Interactive Technologies Institute do Instituto Superior Técnico)

Palavras chave:
Tecnologia API;