Pesquisar notícia
domingo,
23 jun 2024
PUB
PRR

Três municípios do Médio Tejo recebem apoio de 25 ME para obras em escolas

9/05/2024 às 16:46
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Três escolas no Médio Tejo (Ferreira do Zêzere, Tomar e Alcanena) vão receber um apoio de 25 milhões de euros (ME), assegurado pelo Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), para conclusão de obras de requalificação e reabilitação de edifícios.

A aprovação a 100% dos projetos incide na requalificação da Escola Básica 2/3 Pedro Ferreiro, em Ferreira do Zêzere (13 ME), da Escola Secundária de Alcanena (6,3 ME) e Escola Básica Gualdim Pais, em Tomar (5,4 ME), todas na sub-região do Médio Tejo, distrito de Santarém.

Em comunicado, o município de Ferreira do Zêzere congratulou-se pelo “financiamento a 100%, via PRR, para a construção da nova Escola Básica 2/3 e Secundária Pedro Ferreiro”, um espaço que vai resultar de uma profunda remodelação do atual equipamento educativo, num investimento de 13 ME.

“Este é um passo decisivo para melhorar as condições de ensino das nossas crianças e adolescentes, com um projeto educativo moderno e inclusivo”, destacou o autarca Bruno Gomes (PS), prometendo “trabalhar para que, no menor tempo possível”, o município “possa abrir as portas deste importante equipamento para o futuro do concelho”.

Já o município de Alcanena indicou ter assinado o Termo de Aceitação do Financiamento para requalificação da Escola Secundária de Alcanena, no valor de 6,3 ME, financiados a 100%, ao abrigo do PRR.

Segundo o município, em causa está uma intervenção que “visa a requalificação e modernização do edificado escolar existente, que alberga o 3.º ciclo do ensino básico e o ensino secundário, ficando o mesmo dotado de salas de aula, laboratórios e salas de atividades vocacionadas para as STEAM, assim como de melhor eficiência energética”.

Além disso, acrescenta a Câmara de Alcanena, está também prevista a construção de um novo edifício para arrumos, bem como a ampliação do bloco F, onde estão instalados a biblioteca e o auditório.

“A empreitada decorrerá com as aulas em funcionamento, sendo devidamente assegurados todos os aspetos de segurança e funcionamento das atividades escolares”, acrescenta a autarquia.

Numa publicação na rede social Facebook, o presidente do município de Tomar, Hugo Cristóvão (PS), destacou a importância da assinatura do contrato de financiamento da reabilitação da escola Gualdim Pais, salientando que tem sido concertado com a direção do agrupamento e os representantes dos pais “o necessário para que aulas decorram com a normalidade possível ao longo das obras”.

Ainda segundo o autarca, esta era “uma reabilitação há muito necessária e que dotará esta escola das melhores condições para o processo de ensino-aprendizagem, beneficiando alunos, docentes e não docentes”.

Os apoios agora concedidos aos municípios de Ferreira do Zêzere, Alcanena e Tomar integram o conjunto de contratos de financiamento para a construção e reabilitação de escolas assinados com 12 câmaras de Lisboa e Vale do Tejo.

O programa, totalmente suportado pelo PRR, tem uma dotação global de 450 milhões de euros, com a afetação de 125 milhões para a região de Lisboa e Vale do Tejo.

Para além de Alcanena, Ferreira do Zêzere e Tomar, assinaram acordos os municípios de Chamusca, Vila Franca de Xira, Loures, Barreiro, Alcobaça, Amadora, Cascais, Oeiras e Mafra.

A cerimónia de assinatura dos acordos protocolar decorreu na terça-feira, em Lisboa, e foi presidida pelo primeiro-ministro, Luís Montenegro.

Lusa