Pesquisar notícia
quarta,
21 fev 2024
PUB
Abrantes

Erasmus + arrancou na ESSA com alunos da Eslováquia (c/áudio)

6/11/2023 às 16:58
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

São 8 alunos e 2 professoras da escola Zakladna Skola, de Haniska, Eslováquia, que estão em Abrantes uma semana naquele que é o arranque, em Abrantes projeto Erasmus+ “TEAMS / Technology Embracing Arts Music and Sustainability” do qual a Escola Secundária Solano de Abreu (ESSA) faz parte.

A ESSA já havia integrado o ERASMUS+ e tem agora projeto próprio em ligação com escolas de outros países. Um grupo de alunos de Abrantes já esteve na Alemanha na primeira saída neste ano letivo e esta semana a ESSA está a receber um grupo de alunos da Eslováquia.

Na cerimónia de abertura do Erasmus + Cristina Ruivo, coordenadora do programa na ESSA apresentou as suas linhas básicas. Já Ana Rico, diretora do Agrupamento n.º 1 de Abrantes e da Escola Secundária Solano de Abreu, explicou aos jornalistas que outros países neste projeto, para além da Alemanha e Eslováquia, como Eslovénia, Turquia, Espanha e Grécia. Com a Alemanha mantém-se a ligação das escolas de Abrantes e Kerpen e já aconteceu a mobilidade a esta localidade e a Bona a 15 de outubro.

A diretora, no seu discurso, traduzido para inglês para que o grupo eslovaco pudesse perceber a mensagem, notou que urge a abertura da escola ao mundo “por isso é importante que a escola hoje contribua para o incremento de atitudes e comportamentos, de diálogo e respeito pelos outros alicerçados em modos de estar em sociedade que tenham como referência os direitos humanos, nomeadamente os valores da igualdade na diversidade, da democracia e da justiça social.” Depois disse acreditar que o Erasmus é um dos principais instrumentos de paz na Europa “porque consegue colocar jovens de toda a Europa em contacto uns com os outros porque consegue ver que há riqueza e diversidade que nos complementam uns aos outros.”

Celeste Simão, vereadora com o pelouro da Educação, destacou o projeto que envolve os alunos de Abrantes e depois fez uma referência às guerras que assolam o mundo, com a maior incidência na Ucrânia. E vincou a abertura de Abrantes para receber crianças e jovens, oriundos desses locais, com intuito de mudar de vida.

A vereadora agradeceu a todos os que, na comunidade escolar, têm contribuído para este acolhimento destas crianças e jovens.

“A arma mais forte a usar é a educação para unir os povos (...) Uma população informada e livre é a melhor arma contra a ignorância, a intolerância e o desrespeito pelo próximo. Pela sua história, Abrantes tem uma capacidade notável de saber acolher, integrar e respeitar as diferenças. Esperamos que estes dias em que a nossa comunidade vos acolhe possa contribuir para a vossa formação enquanto cidadãos europeus e que permita que todos possamos aprender em conjunto” referiu a vereadora.

Celeste Simão concluiu a dizer que o projeto Erasmus+ é a ponte que nos liga, que nos permite transferir e partilhar conhecimento, amizade e experiências. É e aponte que nos pode trazer competências diversificadas e tão necessárias num mundo que é global.”

No final, e aos jornalistas, Ana Rico destacou ainda que a adesão deste projeto foi muito alta, houve muitos alunos interessados e revela que o projeto tem pernas para a andar. Esta atividade cria laços e os que chegaram da primeira saída, chegaram com uma ideia do mundo completamente diferente e, de acordo com a docente, é este um dos objetivos do programa.
São 35 alunos do 9.º ao 12.º ano do ensino regular que estão envolvidos neste Erasmus+.

“O nosso projeto tem uma articulação em tecnologia, arte e sustentabilidade ambiental. Está a ser o início da internacionalização do agrupamento. Já fizemos a candidatura para levar também os nossos cursos profissionais para fora de portas”, indicou a diretora. Ana Rico acrescentou que uma das mais-valias desta internacionalização é permitir aos alunos dos cursos profissionais terem estágios ou experiências em empresas, ou instituições fora de Portugal, mas da mesma forma como acontecem no nosso país. “Podem ser estágios mais curtos, 15 dias a um mês como fazem nos estágios cá.”

Neste momento o ensino regular e o profissional têm, cada um, a sua chave, o seu percurso. E houve ainda uma outra candidatura para acreditação do projeto da escola.

Ana Rico, diretora ESSA

A cerimónia de abertura contou com a atuação de alunos e professores do Agrupamento n.º1 de Abrantes, com música, canto e dança e terminou com um miniconcerto do Carrilhão LUSITANVS, momento que a escola aproveitou para celebrar o 70.º aniversário da sua criação como Escola Industrial e Comercial de Abrantes.

A comitiva eslovaca, 8 alunos e 2 professoras, vai estar em Abrantes nos trabalhos na ESSA, mas para conhecer melhor a cultura e o território terão uma visita a Santa Margarida, ao concelho de Abrantes e à Feira da Golegã.

Haniska é um município da Eslováquia, situado no distrito de Košice-okolie, na região de Košice. Tem cerca de 17 km² de área e a sua população em 2018 foi estimada, de acordo com as autoridades do país, em 1.532 habitantes.

O Erasmus +

“O Erasmus+ é o programa da UE nos domínios da educação, da formação, da juventude e do desporto para o período de 2021-2027. A educação, a formação, a juventude e o desporto são domínios fundamentais que apoiam os cidadãos no seu desenvolvimento pessoal e profissional. Em última análise, quando o ensino e a formação, bem como a aprendizagem informal e não formal, são inclusivos e de elevada qualidade, proporcionam aos jovens e aos participantes de todas as idades as qualificações e aptidões necessárias para que participem de forma significativa na sociedade democrática, na compreensão intercultural e numa transição bem-sucedida para o mercado de trabalho.
Com base no êxito do programa no período de 2014-2020, o Erasmus+ intensifica os seus esforços para aumentar as oportunidades oferecidas a mais participantes e a um leque mais vasto de organizações, centrando-se no seu impacto qualitativo e contribuindo para sociedades mais inclusivas e coesas, mais ecológicas e preparadas para a era digital.

O objetivo geral do programa consiste em apoiar, através da aprendizagem ao longo da vida, o desenvolvimento educativo, profissional e pessoal dos indivíduos nos domínios da educação, da formação, da juventude e do desporto na Europa e mais além, contribuindo assim para o crescimento sustentável, o emprego de qualidade e a coesão social, bem como para impulsionar a inovação e reforçar a identidade europeia e a cidadania ativa. Assim, o programa é um instrumento fundamental para a construção de um Espaço Europeu da Educação, ao promover a cooperação estratégica europeia no domínio do ensino e formação, e as respetivas agendas setoriais. Além disso, é fundamental para fazer progredir a cooperação política para a juventude ao abrigo da Estratégia da UE para a Juventude 2019-2027 e para promover a dimensão europeia no desporto.

O programa tem os seguintes objetivos específicos:promover a mobilidade individual e de grupo para fins de aprendizagem, assim como a cooperação, a qualidade, a inclusão e equidade, a excelência, a criatividade e a inovação a nível das organizações e das políticas no domínio do ensino e formação;

promover a mobilidade para fins de aprendizagem não formal e informal e a participação ativa entre os jovens, assim como a cooperação, a qualidade, a inclusão, a criatividade e a inovação a nível das organizações e das políticas no domínio da juventude;

promover a mobilidade para fins de aprendizagem do pessoal da área do desporto, assim como a cooperação, a qualidade, a inclusão, a criatividade e a inovação a nível das organizações desportivas e das políticas desportivas.

Fonte: Erasmus+

Galeria de Imagens