Pesquisar notícia
sexta,
09 dez 2022
PUB
EuRoC

Equipa portuguesa lança foguete com sucesso no EuRoC (C/VÍDEO e FOTOS)

16/10/2022 às 14:58
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A equipa portuguesa RED | Rocket Experiment Division lançou e recuperou ontem, com sucesso, o seu foguete “Baltasar” no European Rocketry Challenge – EuRoC, no Campo Militar de Santa Margarida (Constância). A equipa, proveniente do Instituto Superior Técnico, participou pelo terceiro ano consecutivo na competição de lançamento de foguetes destinada a estudantes universitários europeus.

O foguete “Baltasar” foi lançado a 3 000 metros de altitude no Campo Militar de Santa Margarida (Constância) e, posteriormente, recuperado com sucesso. Pedro Rosado, coordenador da equipa RED, revela que estão “muito contentes com o sucesso lançamento do foguete este ano”. “A experiência dos anos anteriores, permitiu-nos aperfeiçoar diversos elementos no nosso rocket para melhorar a sua performance e, obviamente, atingir o objetivo desejado, que era lançá-lo e recuperá-lo intacto. Estamos muito orgulhosos”.

Perto das 18:30 chegaria a boa notícia. “Os paraquedas funcionaram bem e o foguete foi recuperado intacto”, afirmou Pedro Rosado, 20 anos, um resultado que coloca a equipa portuguesa entre os oito lançamentos efetuados com sucesso. E quatro deles, do total de 12 foguetes lançados até hoje, ou não levantaram voo ou não foram recuperados integralmente intactos.

O ‘Baltazar’, sucessor do foguete ‘Blimunda’, lançado o ano passado, “nomes inspirados na obra de José Saramago”, foi construído por secções e tem seis módulos à base de fibra de carbono, fibra de vidro, alumínio e aço, tem dois metros de altura por 132 milímetros de diâmetro, e um peso de 30 quilos, incluindo os oito quilos de combustível sólido utilizado, à base de nitrato de potássio e sorbitol.

Composta por 48 elementos, a equipa RED | Rocket Experiment Division foi criada em 2017 e a sua estrutura reflete a multidisciplinariedade do Espaço: entre as formações dos participantes, estão as áreas de engenharia mecânica, de engenharia aeroespacial, de engenharia eletrotécnica e de computadores, de engenharia eletrónica e de engenharia física e tecnológica.

A terceira edição do EuRoC deveria receber duas equipas portuguesas, mas a Fénix Rocket Team, com elementos da Universidade de Coimbra e da Universidade da Beira Interior, acabou por se retirar da competição a dois dias do início devido a problemas técnicos.

“O motor rebentou num dos testes finais, com uma pressão acima do esperado, e saímos daqui com um misto de entusiasmo e desilusão”, disse hoje à Lusa Júlio Santos, 22 anos, porta-voz da equipa Fénix.

Até ao momento, já foram efetuados 12 lançamentos no Campo Militar de Santa Margarida, das 18 equipas em concurso. Durante o dia de hoje e de amanhã, se a meteorologia o permitir, serão efetuados os restantes seis lançamentos. A cerimónia de encerramento e entrega de prémios acontece no próximo dia 18 de outubro, no Aeródromo de Ponte de Sor, pelas 14 horas, com a presença do vice-presidente da Agência Espacial Portuguesa, Eduardo Ferreira, e representantes das entidades parceiras, nomeadamente a Câmara Municipal de Ponte de Sor e o Exército português.

A competição entrega anualmente onze troféus, sendo os prémios de voo atribuídos de acordo com a altitude em competição e o tipo de motor, mas existem novidades na edição de 2022. O Prémio Payload, que pretende reconhecer a equipa com a melhor carga útil, será patrocinado pela Agência Espacial Europeia. Este galardão distingue a inovação, a fiabilidade, bem como a aplicabilidade e o impacto do payload para a sociedade, como se fosse efetivamente lançado no espaço. Para além disso, a 3.ª edição do EuRoC marca ainda o lançamento do Prémio para a Melhor Assinatura Espectral promovido pela ANACOM. O prémio ANACOM será atribuído à equipa que conseguir realizar o seu lançamento com sucesso, dentro de um período estipulado e com a menor percentagem de utilização do canal (ocupação espectral).

Organizada pela Agência Espacial Portuguesa, com o apoio da Câmara Municipal de Ponte de Sor e o Exército Português, a competição decorre entre os dias 11 e 18 de outubro, em Ponte de Sor e no Campo Militar de Santa Margarida (Constância), e conta com a participação de 18 equipas europeias, compostas por mais de 500 estudantes, oriundos de 11 países distintos.

Trata-se da 3.ª edição da competição de lançamento de foguetes universitários na Europa, promovida pela Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space, com o objetivo de estimular os alunos de engenharia a projetarem, construírem e lançarem os seus próprios ‘rockets’ a partir do Campo Militar de Santa Margarida.

O EuRoc faz parte da estratégia da Agência Espacial Portuguesa e visa “despertar os jovens para as áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática, fortalecendo competências na área do Espaço por meio da pesquisa, educação e cultura científica”, realçou o seu presidente, Ricardo Conde, na abertura do EuRoc.

O responsável disse hoje à Lusa que o EuRoC “cresceu e consolidou-se” nos últimos anos, sendo hoje “inegavelmente” um concurso de “referência” para estudantes universitários europeus, tendo feito notar que o setor espacial nacional precisa de “aproveitar a apetência destes jovens, bem preparados, para que trabalhem no setor”, tendo em conta os “projetos” e “compromissos de desenvolvimento para a próxima década”.

Galeria de Imagens

Palavras chave:
EuRoC Ponte de Sor