Pesquisar notícia
terça,
09 ago 2022
PUB
Educação

Abrantes: Alunos da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes estão em greve esta quinta-feira - COM SOM

18/01/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Um grupo organizado de alunos da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes, vai realizar uma greve e manifestação, esta quinta-feira, a partir das 08h30, devido a “problemas” que dizem existir na escola e, “decerto, em muitas escolas do nosso país”.

Num comunicado, assinado por João Morgado, porta-voz, os alunos referem que “o Estado tem cortado a contratação de pessoal não docente para os agrupamentos, esta medida tem afetado, em particular o Agrupamento de Escolas Nº 2 de Abrantes, do qual a nossa escola é sede. Esta medida levou já ao encerramento da biblioteca escolar, o que causou grande revolta nos alunos, tendo estes mesmos feito uma manifestação tapando as bocas com fita-cola e permanecido sentados à frente da biblioteca. Esta forma de protesto pareceu não causar muito impacto”.  

Alunos afirmam que a Biblioteca Escolar está fechada e que estão sem aulas de Educação Física devido à falta de água quente

O M.A.L. (Movimento dos Alunos do Liceu)“decidiu então, juntando fatores como a falta de água quente nos balneários, que levou a direção do agrupamento a suspender a prática de Educação Física; a erosão de barreiras que caiem diretamente na pista de atletismo da escola; a existência de fissuras no chão de um campo desportivo situado no topo de uma das barreiras; a existência, de pelo menos 5 salas sem portas e a falta de equipamentos tecnológicos (como computadores e videoprojectores)" levar por diante uma greve e manifestação.

Os alunos recordam que “as obras de requalificação da escola foram acabadas há dois anos e alguns dos problemas foram registados logo nos primeiros meses depois da conclusão da obra e a empresa "dona" da escola ainda não deu qualquer resposta ou apresentou qualquer solução para estas situações”.

Os estudantes da escola Dr. Manuel Fernandes têm intenção de fazer chegar os motivos inerentes a esta greve e manifestação “ao Ministério da Educação, à Parque Escolar e a todo o país” e “apelar a todos os alunos que este problema não é apenas da nossa escola".

Os alunos afirmam que já solicitaram ao Ministério "uma revisão na lei das contratações de auxiliares de ação educativa e do poder que as escolas têm na manutenção do espaço escolar”.

Greve e Manifestação de Alunos do Liceu –  é o nome do evento a circular no Facebook. A página, elaborada pelos alunos, tem recolhido uma serie de interessados na causa apresentada.

*Em atualização