Pesquisar notícia
quarta,
08 dez 2021
PUB
Covid-19

Covid-19: Médio Tejo tem mais 87 novas infeções e 766 casos ativos

21/11/2021 às 18:47
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) registou nas últimas 24 horas mais 87 pessoas infetadas com SARS-CoV-2 na sua área territorial. O número total de casos registados desde o início da pandemia na região é de 16 921.

Estes novos casos positivos foram anotados pelos laboratórios em Abrantes (3), Alcanena (6), Constância (4), Entroncamento (26), Ferreira do Zêzere (3), Ourém (17), Sardoal (3), Tomar (8), Torres Novas (12) e Vila Nova da Barquinha (5).

O número de pessoas recuperadas da doença é nesta altura de 15 748. O número de óbitos também se mantém e é de 407.

 

Com a atualização dos dados, o número de casos ativos no Médio Tejo é neste domingo, dia 21 de novembro, de 766 e estão localizados em Abrantes (40), Alcanena (28), Constância (16), Entroncamento (143), Ferreira do Zêzere (24), Ourém (170), Sardoal (3), Tomar (84), Torres Novas (221) e Vila Nova da Barquinha (37). Mação é o único concelho que não tem qualquer caso ativo neste dia.

O número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados é de 849, tendo diminuído ligeiramente em relação ao dia de ontem. As pessoas a quem foi decretada a quarentena, devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 12 804 confinamentos e deu alta do isolamento a 11 931 pessoas.

As 849 pessoas em vigilância ativa, este sábado, estão confinadas em Abrantes (53), Alcanena (22), Constância (11), Entroncamento (153), Ferreira do Zêzere (36), Mação (1), Ourém (169), Sardoal (1), Tomar (125), Torres Novas (261) e Vila Nova da Barquinha (17).

 

Portugal regista hoje 2.499 novos casos confirmados de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, com 11 mortes associadas à covid-19 e um forte aumento de internamentos em enfermaria, segundo dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje, estão agora internadas 597 pessoas, mais 53 do que no sábado, das quais 89 em unidades de cuidados intensivos, mais uma do que nas últimas 24 horas.

As 11 mortes registaram-se no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (quatro), no Alentejo (duas), na Madeira (uma) e nos Açores (uma).

Os óbitos ocorreram nas faixas etárias entre os 50 e os 69 anos (uma), os 60 e 69 anos (duas), entre os 70 e 79 anos (uma) e entre os idosos com mais de 80 anos (sete), indica a DGS.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (11.953), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (3.924) e entre os 60 e os 69 anos (1.670).