Pesquisar notícia
quinta,
19 mai 2022
PUB
Covid-19

Covid-19: Em dia de 17 122 contágios no país, o Médio Tejo registou 293 novos casos

28/12/2021 às 18:04
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

São mais 293 novos contágios registados nos 11 concelhos do Médio Tejo. A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) deu conta que foram registados mais 293 novos contágios com SARS-CoV-2. Portugal teve nesta terça-feira o maior número de contágios diários desde o início da competição. O total acumulado de contágios na região é, nesta última terça-feira de 2021, de 21 511 pessoas que fizeram teste positivo ao coronavírus.

Os laboratórios detetaram estes 293 casos reportados pela saúde pública em Abrantes (22), Alcanena (17), Constância (1), Entroncamento (15), Ferreira do Zêzere (45), Mação (7), Ourém (51), Sardoal (3), Tomar (65), Torres Novas (59) e Vila Nova da Barquinha (8).

De acordo com a última atualização geral de dados da região há 423 óbitos relacionados com o coronavírus e 18 783 pessoas que recuperaram da infeção provocada pelo SARS-CoV-2.

O número de casos ativos é neste dia 28 de dezembro de 2 305 localizados em Abrantes (218), Alcanena (87), Constância (38), Entroncamento (202), Ferreira do Zêzere (135), Mação (33), Ourém (606), Sardoal (26), Tomar (517), Torres Novas (385) e Vila Nova da Barquinha (58).

No que diz respeito a vigilâncias ativas, ou seja, pessoas que têm de ficar em confinamento porque contactaram diretamente com infetados, há nesta terça-feira, mais 116 pessoas que têm de ficar em confinamento. Desde março de 2020 a USPMT já decretou confinamento a 14 466 pessoas e levantou esse confinamento a 13 041.

As 1 395 pessoas em confinamento estão localizadas em Abrantes (228), Alcanena (164), Constância (11), Entroncamento (84), Ferreira do Zêzere (65), Mação (167), Ourém (111), Sardoal (31), Tomar (181), Torres Novas (337) e Vila Nova da Barquinha (16).

Portugal registou hoje 17.172 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, o maior número de novos casos desde o início da pandemia, e mais 19 mortes associadas à covid-19, indicam números divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Até agora, o máximo de novos casos era de 16.432 novos casos, que foram registados em 28 de janeiro.

O boletim epidemiológico diário da DGS regista também um novo aumento do número de pessoas internadas, contabilizando hoje 936 internamentos, mais 22 do que na segunda-feira, dos quais 152 em unidades de cuidados intensivos, mais dois nas últimas 24 horas.

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 114.541, mais 8.927 do que na segunda-feira, e recuperaram da doença 8.226 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.169.841.

Comparativamente com a situação registada em Portugal no mesmo dia há um ano, o país tem hoje mais 15.079 novos casos de infeção (contabilizaram-se 2.093 novos casos a 28 de dezembro de 2020) e mais 46.234 casos ativos (há um ano totalizavam 68.307).

O número de internamentos é significativamente inferior, uma vez que há um ano estavam internadas 2.967 pessoas, 503 das quais em cuidados intensivos, havendo também menos óbitos (no mesmo dia, o boletim da DGS contabilizava 58 mortes nas 24 horas anteriores).