Pesquisar notícia
segunda,
04 jul 2022
PUB
Concelhos

Comissão Executiva já prepara Centenário da Associação Humanitária dos Bombeiros (C/ ÁUDIO E FOTOS)

1/05/2022 às 18:29
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Aproximam-se os 100 anos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha. Os atuais órgãos sociais e os sócios aprovaram a Comissão Executiva que vai ter a missão de planear, programar e preparar as atividades do Centenário de vida e serviço à comunidade, a ocorrer no ano de 2025. 

A Comissão que vai preparar a celebração do 100º aniversário, a acontecer em 2025, tem o objetivo de perpetuar, regenerar e alargar o vínculo de todos quantos estão ligados à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha (sócios, bombeiros voluntários, músicos, familiares e entidades públicas e privadas).

A cerimónia pública de instalação da Comissão Executiva teve lugar no dia 30 de abril em frente ao Centro Cultural da vila, local do primeiro quartel dos Bombeiros de Vila Nova da Barquinha.

O historial da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha (AHBVVNB) foi descrito pela bombeira voluntária Joana Forinho que conduziu a restante cerimónia.

Miguel Pombeiro é o presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária e congratulou-se por, em abril de 2022, já se estar a trabalhar para o Centenário. “Sinal de que temos Órgãos Executivos na nossa Associação que prezam pela excelência do seu trabalho e pelo planeamento”. Afirmou que “estas comemorações deverão servir para honrar todos aqueles que ao longo de um século servem e serviram esta Associação, que a ajudaram, que com ela colaboraram e há, portanto, que honrar o passado. Mas devem ter também uma visão de futuro, uma visão de sustentabilidade para o seu segundo século de vida”.

Miguel Pombeiro registou ainda “o simbolismo do local onde estamos a fazer o arranque formal da preparação deste centenário”, referindo-se ao edifício que foi a primeira sede e que continua a ser “um local público”, para que leve “ao envolvimento de toda a comunidade”.

 

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, também ele um dia bombeiro voluntário, “estou no Quadro de Honra, mas de outra Corporação”, disse ser “uma honra” pois, a AHBVVNB “é aquela que nos socorre, nos acode, nos preserva os bens, os materiais, e que nos acompanha no seu dia-a-dia nesta longa jornada que é a vida, criando bem-estar a toda a população”.

“É mais que justo nestes 100 anos, lembrar também aqueles que deram a vida a esta Associação, no seu espírito, na sua solidariedade, na sua humanidade, naquele lema conhecido de todos «Vida por Vida», acrescentou o autarca.

Fernando Freire espera que, “com esta Comissão, possamos celebrar os 100 anos com muita dignidade, com muita honra e, essencialmente, valorizando aqueles que deram, e muito, de si a esta Associação. Por isso, meus amigos, hoje começa uma nova jornada. (…) Ao trabalho!”

 

António Ribeiro, presidente da Direção da AHBVVNB, começou por falar da estranheza de alguns perante esta cerimónia pois, como disse, “as pessoas não estão habituadas a que se planeie com tanta antecedência”. Partilhou com os presentes a importância do dia e “o trabalho que vai ser feito por esta Comissão”.

Para o presidente da AHBVVNB, “esta Comissão vai ter um papel fundamental na mudança de ciclo dos primeiros 100 para os 100 anos seguintes. António Ribeiro considera que “o dia dos 100 anos é um dia do senhor ministro ou do senhor secretário de Estado, em que se entregam louvores e diplomas e não passa disso”.

“Nós queremos fazer diferente”, afirmou. “Somos um concelho pequenino, mas queremos fazer com inovação, com uma adaptação aos novos tempos, com as novas tecnologias, com a gestão por processos, com a gestão financeira, com a gestão de recursos humanos… tudo aquilo que se diz, mas que é preciso pôr em prática. E temo-lo provado até agora que é assim que temos feito”, acrescentou António Ribeiro.

Manter em mente a humildade e achar que pode sempre ser feito melhor vai continuar a ser o posicionamento da Direção e António Ribeiro deixou ainda “uma palavra de incentivo, de estímulo e de agradecimento aos elementos da Comissão”.

 

Compõem a Comissão Executiva de preparação do Centenário: António Ribeiro, Carlos Mendes, César Oliveira, Filipe Morais, Henrique Ferreira, João Gralha, Jorge Gama, Manuel da Silva, Maria Antónia Coelho, Paulo Cordeiro e Sara Mendes.