Pesquisar notícia
quarta,
08 dez 2021
PUB
Sociedade

Operação "Viajar sem pressa" fiscaliza velocidade na estrada a partir de sexta-feira

18/11/2021 às 10:32
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), GNR e PSP realizam, a partir de sexta-feira, a campanha de segurança rodoviária “Viajar sem Pressa” para alertar para os riscos da condução em excesso de velocidade, foi hoje anunciado.

Num comunicado conjunto, a ANSR, a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) indicam que a campanha, que arranca na sexta-feira e termina na segunda-feira, está inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2021 e visa alertar os condutores para os riscos da condução em excesso de velocidade.

As operações de fiscalização da Campanha “Viajar sem Pressa”, pela GNR e PSP, vão realizar-se nas estradas nacionais com especial incidência em vias e acessos com elevado fluxo rodoviário e de acordo com o Plano Nacional de Fiscalização 2021.

Segundo as autoridades, o excesso de velocidade é uma das principais causas dos acidentes nas estradas e é responsável por mais de 50% das infrações registadas.

“Num atropelamento, a probabilidade de existirem vítimas mortais aumenta em função da velocidade a que circulam os veículos. Se um veículo circular a 30 quilómetros por hora (km/h), a probabilidade das consequências de um atropelamento serem mortais é de 10%. Aumentando a velocidade para 50 km/h, a probabilidade passa a ser de 80%. A 70 Km/h, a probabilidade de morte é de 100%”, alertam as autoridades.

A campanha vai integrar ações de sensibilização a decorrer em simultâneo com operações de fiscalização que se vão realizar na Avenida D. Henrique, Santa Apolónia, em Lisboa, na Avenida António Macedo/Avenida Cónego Jorge Peixoto Coutinho (variante da Estrada Nacional 14), em Braga, na Estrada Nacional 14, ao quilómetro 8,5, no Porto, e na Rua da Base Aérea (Monte Real), em Leiria.

A ANSR, a GNR e a PSP lembram que os limites de velocidade e as regras relativas à sua moderação existem para a proteção de todos, especialmente dos mais vulneráveis, pelo que o seu cumprimento é vital.

De acordo com o comunicado, a velocidade é a principal causa de um terço de todos acidentes mortais.

O Plano Nacional de Fiscalização, elaborado pela ANSR, é um instrumento fundamental para o combate à sinistralidade rodoviária, e prevê a realização de campanhas de sensibilização em simultâneo com operações de fiscalização em locais onde ocorrem regularmente infrações que representam um risco acrescido para a ocorrência de acidentes.

Lusa