Pesquisar notícia
quinta,
18 ago 2022
PUB
Sociedade

Onda de solidariedade já está a chegar aos produtores afetados pelos incêndios

26/07/2022 às 16:42
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

No âmbito da campanha de solidariedade iniciada pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) para ajudar os produtores que foram vítimas dos grandes incêndios de Murça, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar, já começaram a chegar ao terreno as primeiras doações de alimento para os animais. Já esta manhã, decorreu em Vila Real a primeira entrega de palha e feno, doados por agricultores de outros pontos do País.

O grande incêndio que assolou diversos concelhos da região – com especial destaque para o município de Murça, onde ardeu mais de metade do território – destruiu floresta, castanheiros, olival, vinha, e, principalmente, áreas de pastagens, incluindo instalações agrícolas e reservas alimentares. De forma a garantir a alimentação dos animais, de forma rápida e eficaz, a CAP iniciou uma campanha de angariação de palha, feno e concentrados, à qual já se juntaram outras associações do setor, “numa enorme demonstração de solidariedade entre pares”.

Num ano particularmente difícil para os agricultores, “em que matérias-primas e fatores de produção têm escasseado ou têm preços proibitivamente elevados, a doação destes géneros para alimentação animal, entregues em tempo útil e dando resposta às necessidades imediatas, prova a enorme resiliência de que é feita a agricultura em Portugal”, adianta a CAP em nota de imprensa.

A CAP “reforça o seu apelo de ajuda aos agricultores de Murça, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar”, dando nota de que existem vários pontos de concentração de donativos espalhados pelo território nacional, envolvendo diversas estruturas do setor: Beja (Pavilhão da ACOS), Évora (CDAPEC), Santarém (CNEMA) e Guarda (ACRIGUARDA).

Fotos: CAP