Pesquisar notícia
segunda,
18 out 2021
PUB
Sociedade

Festas/Sardoal: Presidente da Região de Turismo disse ter encontrado “uma diversidade cultural grande e rica”

23/09/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Pedro Machado e Isabel Damasceno (ao centro) visitaram a Capela de Nossa Senhora do Carmo acompanhados por Miguel Borges, presidente da CM 

Sardoal inaugurou ontem oficialmente as festas do concelho, no dia em que comemorou os 486 anos de elevação à categoria de vila. Pedro Machado, presidente da Região de Turismo do Centro e Isabel Damasceno, da CCDRC, marcaram presença na cerimónia.

A tarde trouxe consigo a abertura da Mostra de Saberes e Sabores, com visita e inauguração, tanto dos stands como das exposições presentes no certame.

Em declarações à Antena Livre, Pedro Machado disse ter encontrado “uma diversidade cultural tão grande e tão rica”, no Sardoal.

“Encontrámos uma resposta para uma procura crescente que hoje tem motivações claramente culturais, onde se encontra um espaço à partida inesperado. Dificilmente as pessoas poderiam pensar que numa vila mais recôndita, naquilo que são os chamados territórios do interior, encontraríamos uma diversidade cultural tão grande e tão rica”, afirmou.

O responsável disse que foi possível ver “os tapetes das flores numa altura que se avizinha a quaresma de 2018 (...) encontrar capelas e igrejas absolutamente bem decoradas e com particularidades de património seja ele religioso, seja arquitetónico que nos surpreende”.

“Temos um belíssimo centro cultural, com exposições de pintura, com uma boa sala de espetáculos e isso é muito importante quando queremos atrair turistas e permitir que fiquem mais tempo. A visitação, o património, a cultura, são elementos chave para podermos fazer uma promoção turística”, fez notar.

Pedro Machado disse ser “fundamental” a criação de uma unidade hoteleira na vila de Sardoal, mas que esse feito deve dizer respeito ao setor privado, dando conta que não devem “ser as Câmaras ou as Juntas de Freguesia a criarem unidades de alojamento, não é essa a sua vocação. Não deve ser a sua motivação, é algo que pertence ao privado (...) A Câmara deve sim captar esse investimento para que ele se possa instalar e desenvolver”.

Por último, o responsável referiu que há uma mudança da procura turística no país e que a região centro tem beneficiado com essa alteração: “Portugal e a Europa estiveram muito anos influenciados por uma esfera muito assente que a procura turística era feita no sol e na praia e às vezes com o golf e pouco mais. Portugal, durante mais de 50 anos, foi promovido do ponto de vista nacional, mas muito em particular do ponto de vista internacional, como um destino de sol e praia. Portugal hoje é muito mais que isso”, vincou.

“Nós, na região centro estamos a fazer um caminho que está a dar o seu resultado. Em junho tivemos praticamente o dobro do crescimento da média nacional, em julho tivemos o triplo da média nacional e mesmo comparado com destinos como Algarve, Lisboa e Porto, que são destinos mais massificados.

Nós hoje estamos num contraciclo, estamos a oferecer diversas respostas ao nível do turismo natureza, ativo e religioso”, finalizou.

Por sua vez, Isabel Damasceno da CCDRC, disse que se deslocou ao Sardoal “com muito gosto”, porque tem “acompanhado o percurso dos projetos de desenvolvimento no Sardoal”.

A responsável fez referência aos corredores centrais que foram instalados recentemente pelas ruas do centro histórico da vila e que foram apoiados no âmbito dos fundos comunitários.  

“As politicas integradas que levam à promoção turística do território no âmbito da CIM Médio Tejo foram apoiadas no âmbito dos fundos comunitários - no Portugal 2020. Uma politica muito direcionada para estas ações de valorização do território, o que não significa que não se apoie projetos materiais e a prova disso foi o que visitámos aqui no âmbito da requalificação do centro histórico”, referiu Isabel Damasceno.

Responsáveis visualizaram um exemplo de um tapete de flores da Semana Santa de Sardoal 

As festas de Sardoal continuam este sábado e domingo. Destaque hoje para a Taça da Amizade, entre as duas equipas de futebol sénior do concelho, Venda Nova e Alcaravela.

Destaque também para o 9º Encontro de Bandas Filarmónicas, no Centro Cultural Gil Vicente, hoje às 16h30, e para o Festival Hípico, que vai para a sua 15ª edição e que se realiza amanhã a partir das 10h00.

No panorama musical hoje sobe a palco Miguel Araújo, “um nome bem conhecido no nosso panorama musical” e, amanhã, os Led On – Tributo a Led Zeppelin. “Seria mais um tributo não fora o facto de os músicos que compõem este grupo, serem do melhor que nós temos em Portugal, como é o caso do Zé Nabo, que é só um dos melhores baixistas do mundo, Manuel Paulo (piano), Alexandre Frazão (bateria) e Mário Delgado (guitarra)”, lembrou Miguel Borges, presidente da CM de Sardoal.