Pesquisar notícia
sábado,
25 mai 2024
PUB
Abrantes

Despiste provoca uma vítima mortal e dois feridos ligeiros

1/09/2023 às 12:40
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Um jovem morreu na sequência de um despiste de um automóvel na madrugada do dia 31 de agosto tendo outros dois ficado feridos.

O despiste terá acontecido depois da meia-noite quando o Porsche seguia da zona do Parque Urbano de S. Lourenço no sentido da Rotunda do Quartel de Abrantes. O carro embateu com violência contra o muro do quartel militar de Abrantes.

De acordo com informação confirmada pela Antena Livre a chamada para o socorro (112) tem registo às 00h29m do dia 31 de agosto

Para o local foram deslocados 3 viaturas e 9 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Abrantes a que se junto a VMER do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e agentes da PSP de Abrantes. No local estiveram 14 operacionais apoiados por cinco viaturas.

De acordo com fonte dos Bombeiros de Abrantes as equipas de socorro transportaram dois feridos, um deles em estado grave, para o Hospital de Abrantes.

Fonte hospitalar confirmou que deram inicialmente entrada dois feridos, um grave, sendo estabilizado no bloco operatório da Unidade de Abrantes do CHMT. O jovem de 22 anos foi depois transferido por helicóptero do INEM para uma unidade central, em Lisboa. O meio aéreo foi pedido às 04h05m tendo aterrado no heliporto do Hospital de Abrantes cerca das 04h30m.

Ainda a mesma fonte hospitalar indicou que houve um terceiro ferido a dar entrada no hospital por meios, próprios, e que seria o ocupante do lugar da frente ao lado do condutor. Ou seja, não foi transportado por meios de socorro. Ainda segundo a mesma fonte os dois feridos ligeiros, que terão sido o condutor e o "pendura", não ficaram internados no Hospital de Abrantes. Ainda de acordo com fonte ligada ao processo as causas do acidente estão a ser investigadas pela autoridade policial.

A vítima mortal é um jovem de 22 anos, Renato Pegueiro, de Mouriscas que seguiria no banco traseiro do Porsche. A notícia está a causar grande consternação junto da população da freguesia. As cerimónias fúnebres decorrerão depois de decorridos todos os processos medico-legais, de acordo com informação da agência funerária Mourisquense.