Pesquisar notícia
domingo,
14 jul 2024
PUB
Formação

Universidade vai colaborar com municípios na elaboração dos planos de saúde

29/05/2023 às 08:20
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP-NOVA) vai colaborar com os municípios portugueses na organização de projetos de formação e no apoio técnico para o desenvolvimento de planos de saúde, na sequência de um protocolo que será assinado hoje.

Segundo a instituição de ensino, o acordo entre a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e a Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa será assinado esta tarde, durante uma conferência que se irá realizar na Culturgest.

O protocolo entre as duas instituições “prevê a organização de projetos de formação para capacitação de profissionais e dirigentes nas diversas áreas da saúde pública, o apoio técnico para o desenvolvimento de planos de saúde dos municípios”, caracterizando o perfil e as necessidades de cada autarquia, de acordo com um comunicado da ENSP-NOVA.

Citada na nota, a diretora da ENSP-Nova, refere que "a formulação de estratégias e políticas baseadas em evidência científica permite apoiar decisões mais eficientes, sustentáveis e aumentar a resiliência do próprio sistema de saúde, contribuindo com respostas e soluções mais adequadas aos desafios de saúde específicos de cada município”.

A parceria surge num contexto em que estão a ser transferidas para os municípios competências na área da Saúde.

“Agregamos o conhecimento técnico e científico da Escola nestas áreas, ao conhecimento de quem está nas estruturas de proximidade das autarquias com a população, que permite uma atuação mais direta e eficaz, estabelece uma relação mais humanizada e personalizada, respostas com menos burocracia e maior envolvimento social na tomada de decisão para os interesses das populações que representam”, justifica ainda Sónia Dias.

A diretora da ENSP-Nova destaca também a “vasta experiência de trabalho colaborativo com as autarquias no reforço de competências e aprendizagens ao longo da vida, bem como em projetos nas áreas da promoção da saúde e prevenção da doença”.

Há cerca de um mês a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, referiu que cerca de 50% dos municípios já assinaram o auto de transferência de competências da administração central para a administração local na área da saúde.

Lusa