Pesquisar notícia
segunda,
04 jul 2022
PUB
Saúde

Portugal com 58.530 infeções, novo máximo diário, e 49 mortes

21/01/2022 às 15:46
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas foram hospitalizadas mais 40 pessoas com covid-19, totalizando agora 2.044 internamentos, 162 dos quais em unidades de cuidados intensivos, onde estão hoje mais 10 pessoas.

Pelo quarto dia consecutivo, Portugal bate um novo máximo de novos contágios diários, com mais 2.104 novas infeções do que na quinta-feira.

 

No boletim epidemiológico de hoje registam-se 20.156 pessoas recuperadas (num total de 1.675.736 desde o início da pandemia) e mais 38.325 casos ativos, que totalizam 422.893.

Nas últimas 24 horas foram colocados em vigilância mais 34.280 contactos, que são agora 425.910.

Desde março de 2020 foram infetadas 2.118.125 pessoas com o SARS-CoV-2 e foram declaradas 19.496 mortes associadas à covid-19.

Das mortes com covid-19 nas últimas 24 horas, 19 aconteceram na zona de Lisboa e Vale do Tejo, 14 na região Norte, nove na região Centro, cinco na Região Autónoma da Madeira, uma no Alentejo e uma no Algarve.

É o número mais alto de mortes de pessoas com covid-19 em 24 horas desde 25 de fevereiro de 2021, quando também morreram 49 pessoas.

A maior parte dos novos contágios foi diagnosticada na zona Norte, com 24.930 infeções (com um total de 789.643 casos e 5.917 mortes de pessoas com covid-19 desde o início da pandemia).

Na região de Lisboa há mais 17.673 infeções, totalizando 816.642 contágios e 8.224 mortes com covid-19 desde março de 2020, enquanto a região Centro regista mais 8.719 novos casos (284.805 no total e 3.434 mortes).

No Algarve foram infetadas nas últimas 24 horas pelo menos 2.199 pessoas (total de 81.464 contágios e 610 mortes com covid-19) e no Alentejo mais 2.011 (total de 70.249 casos e 1.105 mortes).

Duas das pessoas com covid-19 que morreram tinham entre 50 e 59 anos, oito tinham entre 60 e 69 anos, sete entre 70 e 79 anos e 32 tinham mais de 80 anos.

Quanto às novas infeções por faixa etária, 9.886 registaram-se em crianças até 9 anos, 9.308 entre 10 e 19 anos, 7.572 entre 20 e 29 anos, 9.898 entre 30 e 39, 10.850 entre 40 e 49 anos, 5.614 entre os 50 e 59 anos, 2.871 entre 60 e 69, 1.568 entre 70 e 79 anos e 963 em pessoas com 80 anos ou mais.

O SARS-CoV-2 já infetou pelo menos 1.121.742 mulheres e 994.224 homens em Portugal. Há ainda 2.159 casos de sexo desconhecido que estão sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Das pessoas com covid-19 que morreram, 10.256 eram homens e 9.240, mulheres.

 

Incidência sobe para 4.731,3 infeções por 100 mil habitantes e Rt desce

A incidência nacional de infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 aumentou para 4.731,3 casos por 100 mil habitantes em Portugal, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) desceu para 1,10, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim sobre a evolução da pandemia de covid-19 em Portugal, a taxa de incidência nacional passou de 4.490,9 casos de infeção por 100 mil habitantes a 14 dias, na quarta-feira, para o número atual.

Considerando apenas Portugal continental, este indicador registou também um crescimento, de 4.437,4 casos por 100 mil habitantes para 4.674.

O Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus - registou uma descida, passando de 1,11 a nível nacional para 1,10, mantendo-se em 1,10 em Portugal continental desde quarta-feira.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias - indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia - são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

O Rt tem vindo a descer desde 05 de janeiro.

 

A covid-19 provocou pelo menos 5,57 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.496 pessoas e foram contabilizados 2.118.125 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

C/ Lusa e DGS