Pesquisar notícia
quarta,
21 fev 2024
PUB
2024

Matilde é o primeiro «Bebé do Ano» da ULS Médio Tejo

1/01/2024 às 17:29
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A “bebé do ano” 2024 não nasceu nas quatro paredes da maternidade em Abrantes. Veio ao mundo a bordo da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) da ULSMT de Torres Novas, com o apoio da equipa da Viatura Médica de Emergência Rápida (VMER) da ULSMT de Abrantes e dos Bombeiros Voluntários de Minde, no nó da Zibreira, em plena A23. De acordo com a informação avançada esta tarde pela Unidade de Saúde Local do Médio Tejo, que entrou hoje em funções, a mãe e bebé encontram-se bem, após um parto muito rápido nasceu pelas mãos do médico Carlos Boto e da Enfermeira especialista Anabela Pereira e apoio do Técnico de emergência Pré-Hospitalar Cláudio Gaspar, com o apoio dos Bombeiros de Minde.
Na nota divulgada neste dia 1 de janeiro é referido que o “incêndio que ontem deflagrou no Bloco de Partos da Maternidade de Abrantes confrontava-nos com o facto que, este ano, não haveria “bebé do ano” na região do Médio Tejo. Mas, como numa reviravolta de um filme, com muita emoção e o inesperado à espreita, a “cegonha” decidiu visitar-nos a 1 de janeiro de 2024.”

Ainda de acordo com a informação o parto muito rápido, de gestação completa, de 41 semanas, Matilde nasceu pelas mãos do médico Carlos Boto e da Enfermeira especialista Anabela Pereira e apoio do Técnico de emergência Pré-Hospitalar Cláudio Gaspar, com 3.045kg, por volta das 07h da manhã, tornando-se o primeiro bebé da história da recém-criada ULSMT, e o “bebé do ano de 2024” de toda a região de toda a região do Médio Tejo.

A sua mãe, Ana Patrícia Lebre, natural de Minde, encontra-se bem, e muito feliz, tendo já sido transferida após o parto, com a sua bebé, para uma enfermaria de internamento no Hospital de Leiria.

Matilde é o segundo filho de Patrícia Lebre. A pequenina vai juntar-se a uma família numerosa – é a quinta filha de Francisco Nunes, o pai, que assistiu no exterior da viatura de emergência ao insólito nascimento. Com irmãos entre os dez e os 26 anos, a pequena Matilde vai ser agora a mascote da sua família, ainda para mais com a grande aventura do seu nascimento para recordar.

Também na ULSMT o nascimento de Matilde vai para sempre marcar a história da instituição, sendo a primeira bebé a nascer neste novo modelo e “mostrando que a população pode confiar no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, pode ainda ler-se na nota da ULS.

Ainda segundo a ULS no primeiro turno da VMER de Abrantes de 2024, das 00h00 às 08h00, foram assistidas cinco ocorrências de emergência médica inadiável. O nascimento de Matilde ocorreu no final do turno e ao primeiro minuto do ano a mesma equipa assistiu uma idosa do Médio Tejo com uma fibrilhação auricular, que se encontra estabilizada na Urgência Medico Cirúrgica de Abrantes.

Galeria de Imagens