Pesquisar notícia
terça,
31 jan 2023
PUB
Fátima

GNR registou 13 contraordenações e localizou 6 pessoas perdidas na operação realizada em Fátima

16/10/2022 às 15:07
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A GNR registou 13 contraordenações, dez das quais ao Código da Estrada, identificou seis mendigos, localizou seis pessoas perdidas e recuperou quatro carteiras durante a operação de segurança realizada esta semana em Fátima, indicou hoje a corporação.

Num comunicado de balanço da operação “Trindade 2022”, realizada a 12 e 13 de outubro por ocasião da peregrinação internacional a Fátima, a Guarda Nacional Republicana refere que a ação “decorreu sem incidentes”, tendo ao longo dos dois dias registado 10 autos por contraordenação por infrações ao Código da Estrada e outros três por vários tipos de incumprimentos, seis pessoas perdidas e localizadas, outros seis mendigos identificados e encaminhados, quatro carteiras recuperadas, cinco extravios de carteiras e oito situações de apoio a peregrinos.

A GNR refere que, nos dias 12 e 13, reforçou as ações de patrulhamento nas principais vias de acesso à cidade de Fátima para garantir “a segurança e tranquilidade pública do evento e assegurar segurança rodoviária e fluidez do trânsito com o objetivo de apoiar e garantir a segurança dos peregrinos e prevenir a atividade criminal através do reforço do policiamento no Santuário e zonas envolventes”.

Segundo a GNR, no dispositivo especial estiveram envolvidos meios do Comando Territorial de Santarém, do Comando Territorial de Leiria, da Unidade de Intervenção, da Unidade Nacional de Trânsito, da Unidade de Serviço e Honras de Estado e da Unidade de Emergência Proteção e Socorro, das valências de âmbito territorial, trânsito, intervenção, ordem pública e operações especiais, informações e investigação criminal, inativação de explosivos, cinotécnica, forças a cavalo e patrulhas de ‘drones’.

A GNR indica ainda que a operação contou com a presença de dois elementos da Guardia Civil de Espanha e com a visita do comandante geral da Polícia Nacional de Timor-Leste, comissário Faustino da Costa.

Lusa