Pesquisar notícia
quarta,
06 jul 2022
PUB
Região

Distrito de Santarém com 804 operacionais para combater fogos rurais

2/06/2022 às 09:28
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) no distrito de Santarém, apresentado ontem, conta, este ano, com 804 operacionais, 456 dos quais bombeiros, apoiados por três helicópteros bombardeiros ligeiros, além dos meios aéreos nacionais.

Numa cerimónia que contou com a presença da secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, o comandante distrital de operações de socorro do distrito de Santarém, David Lobato, apresentou o dispositivo disponível para o combate a incêndios na região, que, no essencial, não diverge muito do que vigorou em 2021.

David Lobato afirmou que os bombeiros, única força disponível 24 horas, se constituem como “a pedra angular de todo o dispositivo, quer através do número de operacionais mobilizáveis para as Equipas de Intervenção, quer através dos elementos de comando que garantem a estrutura de comando e controlo de todo o sistema”.

Se necessário, disse, é possível formar três equipas de Posto de Comando Operacional, tendo o dispositivo, ainda, capacidade para constituir 10 Brigadas de Combate a Incêndios Nascentes, que, por sua vez, constituem sete Grupos de Reforço, que podem ser projetados dentro e fora do distrito.

A força ontem anunciada inclui 21 elementos da Força Especial de Proteção Civil, 147 Sapadores Florestais, 62 operacionais da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro, 71 elementos do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, 18 operacionais da Polícia de Segurança Pública, 17 agentes da Proteção da Natureza e 37 operacionais da Aliança Florestal Celbi e Caima.

Segundo David Lobato, no período mais crítico, entre 01 de julho e 30 de setembro (nível 4), em matéria de reforço aéreo, o dispositivo contará com três Helicópteros Bombardeiros Ligeiros, além dos meios aéreos nacionais.

Para apoio ao combate aos incêndios estarão, ainda, disponíveis seis máquinas de rasto, uma do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), duas do município de Mação e as restantes dos municípios de Abrantes, Alcanena e Ferreira do Zêzere.

Na cerimónia que decorreu ao fim da tarde de ontem no Jardim da Liberdade, em Santarém, e que contou com uma formatura que juntou quatro secções de bombeiros, brigadas da Força Especial de Proteção Civil e do ICNF e meios das várias forças envolvidas, foram distinguidos quatro ex-comandantes de corporações de bombeiros do distrito com medalhas por serviços distintos de proteção e socorro.

David Lobato agradeceu aos homenageados, mas também aos operadores de telecomunicações, técnicos superiores e assistentes técnicos do CDOS de Santarém e a todos aqueles que “dão o melhor de si” para a “proteção das pessoas e bens colocados em perigo pela ação humana ou da natureza”.

A nível nacional, o dispositivo de combate a incêndios foi reforçado em relação a 2021, dispondo este ano de cerca de 13 mil operacionais, três mil meios terrestres e 60 meios aéreos.

Lusa