Pesquisar notícia
quarta,
06 jul 2022
PUB
Política

Há três listas a concorrer a Alvega e Concavada

15/02/2022 às 11:11
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Há três listas para as eleições de 27 de março na União de Freguesias de Alvega e Concavada. O PS apresenta a mesma equipa que integrou a lista para as autárquicas de 26 de setembro. A CDU também se apresenta ao ato eleitoral. A novidade para estas eleições é o aparecimento de uma lista de um movimento independente com a fusão das listas de setembro do PSD e Bloco de Esquerda que não entram na corrida a esta União de Freguesias.

Desta forma há três listas entregues no Tribunal de Abrantes e que, depois de validadas pelo Juiz, ficam aptas a entrar nas eleições de 27 de março. A campanha eleitoral acontecerá entre os dias 14 e 25 de março.

O PS apresenta a mesma equipa liderada por José Felício e presidente da União de Freguesias em exercício. Seguem-se Carlos Francisco Vera Catarino e Augusto Pires.

A CDU muda o cabeça de lista em relação a setembro do ano passado. A lista é liderada por Augusto Mourato, seguindo-se João Farinha, marta Delgado e Fernando Matos.

O MIUFAC (Movimento Independente da União de Freguesias de Alvega e Concavada) junta na mesma lista nomes que integraram as listas de PSD e Bloco de Esquerda em setembro do ano passado. O MIUFAC apresenta António Moutinho ( foi o cabeça de lista do PSD) como candidato a presidente da União de Freguesias, seguindo-se Eduardo Jorge (foi o cabeça de lista do Bloco de Esquerda, como independente). Seguem-se Clara Vicente e Joaquim Catarrinho.

Resultados de 26 setembro 2021

Nas eleições autárquicas de 26 de setembro, o PS venceu as eleições para aquela união de freguesias do concelho de Abrantes por 23 votos, elegendo três elementos, tantos quantos o PSD, a segunda força política mais votada, e tantos quantos o BE, ou seja, três elementos cada um.

Na primeira tentativa de instalação dos órgãos autárquicos na freguesia, em 16 de outubro, o presidente eleito, José Felício, o único eleito que pode apresentar propostas para formação do executivo, propôs que os dois vogais fossem da sua lista, ocupando as funções de secretário e de tesoureiro, proposta rejeitada pela maioria, tendo, em sequência, em 22 de outubro, o PS apresentado os mesmos nomes, mas invertendo as suas funções, o que foi novamente chumbado pela oposição com seis votos contra (BE e PSD), e três a favor por parte do PS.

Ficou então marcada para o dia 25 de novembro uma terceira reunião no sentido de poder ser encontrada uma solução para a Junta de Freguesia de Alvega e Concavada. A reunião realizou-se e não havendo entendimentos entre as três forças políticas os elementos das listas do PSD e do Bloco de Esquerda apresentaram renúncia ao mandato, empurrando, desta forma, a resolução da falta de entendimento para os eleitores.

Seguiu-se então o processo administrativo que levou um representante do governo a decretar a realização de eleições, que teriam de ocorrer seis meses após o ato eleitoral anterior, ou seja seis meses depois do 26 de setembro de 2021.

O prazo para apresentação das listas terminou ontem 14 de fevereiro, a campanha eleitoral acontecerá entre 14 e 25 de março, e o ato eleitoral terá lugar a 27 de março.