Pesquisar notícia
quarta,
18 mai 2022
PUB
Política

Eleições Autárquicas em 2017 já mexem com a política regional

13/01/2017 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Ainda sem data definida, é certo que 2017 será ano de Eleições Autárquicas.

Enquanto, a nível nacional, os objetivos estão traçados pelos diferentes partidos políticos, na região também são mais as certezas que as dúvidas.

Nos seis concelhos que compõem a área de influência do Jornal de Abrantes, a maioria dos autarcas em funções já assumiu que irá apresentar uma candidatura para um novo mandato.

Em Abrantes, a grande dúvida está em conhecer o número dois que figurará na lista de Maria do Céu Albuquerque na próxima candidatura. Com o PS com candidato assumido, neste caso já se conhece o candidato à Câmara Municipal de Abrantes por parte do PSD. Trata-se de António Castelbranco, arquiteto abrantino. CDU e Bloco de Esquerda, que se saiba, ainda não definiram os seus candidatos e desconhece-se se este ano voltará a ver algum movimento independente que se apresente a sufrágio. As contas às cadeiras do Executivo só serão desfeitas na noite das eleições.

Mesmo sem apresentação oficializada, mas já confirmada, o JA sabe que Miguel Borges volta a ser candidato à Câmara Municipal de Sardoal, pelo PSD. Por parte da oposição, não se vislumbram para já candidatos e fica-se na incerteza se o GIS (Grupo de Independentes do Concelho do Sardoal) voltará a apresentar-se no boletim de voto, depois de ter elegido um vereador no atual mandato.

Em Vila de Rei, ao que tudo indica, Ricardo Aires volta a encabeçar a lista da candidatura do PSD nestas Autárquicas, não se conhecendo, para já, o nome do seu opositor por parte do Partido Socialista ou de qualquer outra força política.

Em Mação, ainda que não tenha sido anunciado, tudo leva a crer que Vasco Estrela, do PSD, volte a ser candidato a mais um mandato. Falta conhecer quem será o nome que encabeçará a lista do PS, se Nuno Neto ou outro, pois é a única força política no concelho que tem, até agora, elegido vereadores e deputados na Assembleia Municipal, embora a CDU também apresente candidatos.

Em Constância, Júlia Amorim deve preparar nova candidatura. Não se preveem grandes alterações no Executivo e não se conseguem nomes que poderão figurar como oposição à lista da CDU.

Em Vila Nova da Barquinha as incertezas são mais que muitas. Fernando Freire não anunciou a candidatura a um novo mandato e não há certezas de que o venha a fazer. Tudo em aberto neste concelho onde ainda não se conhecem outros nomes para ir a votos contra os socialistas.

Patrícia Seixas