Pesquisar notícia
quinta,
19 mai 2022
PUB
Política

Alvega e Concavada: PSD e BE renunciam aos mandatos e a solução é a repetição das eleições (C/ÁUDIO)

26/11/2021 às 12:25
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

E à terceira tentativa para formar a Junta de Freguesia de Alvega e Concavada voltou tudo ao início, ou seja, a devolução da palavra aos eleitores.

Depois das eleições de 26 de setembro, a União de Freguesias de Alvega e Concavada viu os seus 9 mandatos serem distribuídos de igual forma pelo PS, PSD e BE.

A 16 de outubro aconteceu a instalação dos órgãos da freguesia. Depois da posse dos eleitos o candidato do PS, José Felício, apresentou uma lista para o executivo de Junta de Freguesia que foi chumbada pelos eleitos do PSD e do BE.

A 22 de outubro foi feita uma segunda reunião no sentido de poder eleger o novo executivo e o resultado foi o mesmo. José Felício apresentou a sua equipa e disse, na altura, que não incluía no executivo elementos dos outros partidos por uma questão de confiança. Ainda houve a tentativa de permitir ao PSD e BE assumirem a mesa Assembleia de Freguesia, ideia que foi prontamente recusada pelos dois partidos da oposição.

Ficou então marcada para o dia 25 de novembro uma terceira reunião no sentido de poder ser encontrada uma solução para a Junta de Freguesia de Alvega e Concavada. A reunião realizou-se e não havendo entendimentos entre as três forças políticas os elementos das listas do PSD e do Bloco de Esquerda apresentaram renúncia ao mandato, empurrando, desta forma, a resolução da falta de entendimento para os eleitores.

 

Resultados das eleições de 26 de setembro de 2021

Armindo Silveira, do BE de Abrantes, disse que nunca o PS ou os elementos da lista da freguesia entraram em contacto com os eleitos desta força, pelo que a renúncia foi a única solução. Armindo Silveira disse ainda que esta tinha sido uma posição já assumida pelos próprios elementos da lista do BE, que são todos independentes. Agora é esperar pelos trâmites legais no sentido de ser marcado novo ato eleitoral.

Armindo Silveira, BE Abrantes

O PSD já reagiu em comunicado à renúncia de todos os elementos da lista de Alvega e Concavada. A concelhia social democrata acusa mesmo o PS de Abrantes de violar a legislação alegando que “o Presidente da Junta deve apresentar tantas propostas quantas as necessárias para que se alcance um consenso com a Assembleia de Freguesia ou com o plenário de cidadãos eleitores, conforme os casos, seja apresentando novas listas ou recorrendo à eleição uninominal dos vogais”.

José Moreno Vaz disse que nunca houve dos eleitos do PS qualquer tentativa de entendimento e que, mesmo tendo o PS vencido as eleições, a votação ditou um empate dos três partidos pelo que a Junta de Freguesia deveria refletir a vontade dos eleitores.

José Moreno Vaz, PSD Abrantes

Ricardo Aparício, presidente da concelhia do PS de Abrantes, começou por refutar as acusações de violação da legislação ao dizer que o candidato vencedor apresentou as soluções que entendeu que deveria apresentar. Sem soluções governativas resta voltar a dar a palavra aos eleitores.

Ricardo Aparício, PS Abrantes 

Com a renúncia dos elementos do PSD e do Bloco de Esquerda resta agora esperar que corra todo o processo legal no sentido de serem agendadas novas eleições para a freguesia.