Pesquisar notícia
sexta,
09 dez 2022
PUB
NELSON BONITO

"Pôr do Sol ao Luar" é o tema novo do músico abrantino! Veja aqui o video!

20/10/2022 às 21:31
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter
NELSON BONITO (DR)

“Considero-me uma pessoa otimista, determinado nos meus objetivos e ambicioso, trabalho o dobro do que sonho para que se tornem realidade.”
 
É assim que Nelson Bonito se define, como homem e como artista. Porque, naturalmente, as duas coisas são uma só.
 
Para quem ainda não o conhece, Nelson Bonito é um jovem, com muito talento para as canções e o seu sonho é fazer carreira na música.

“Pôr do Sol Ao Luar”
. Uma canção composta em co-autoria com Vitor Silva e letra de Nelson Bonito. Vitor Silva produziu esta canção, ele que já produziu, entre muitos outros, os D.AM.A. e também o primeiro álbum de Nuno Ribeiro.

“Pôr Do Sol Ao Luar” é uma canção que fica facilmente na nossa memória. Uma daquelas músicas que damos por nós a assobiá-la após apenas uma ou duas escutas.

É uma canção que nos transporta de imediato para momentos felizes, com os amigos, seja onde for. Uma música com luz, sol e ‘bom feeling’ que facilmente nos transporta para as nossas melhores memórias, em família, entre amigos verdadeiros, entre quem mais gostamos. 

O vídeo que acompanha este seu single de estreia foi realizado por Gonçalo Carvoeiras.
 
Uma canção que espelha muito os valores do Nelson Bonito;
 
Fiel a mim mesmo, defendo aquilo em que acredito e tenho os meus valores bem definidos, como justiça, lealdade, sinceridade e respeito. Sem esquecer a igualdade, coisa que me levou a adoptar uma alimentação vegan.
 
“Pôr Do Sol Ao Luar” é assim um excelente cartão de visita do Nelson Bonito nesta sua caminhada no mundo da música, editado pela Warner Music Portugal, editora com a qual assinou em 2021.

Estou muito entusiasmado para iniciar esta nova etapa e fazer parte da família Warner.

 

Sobre Nelson Bonito:

Nelson Bonito tem 27 anos, é natural de Abrantes“estudei guitarra clássica e teoria musical, dei aulas de guitarra e já realizei inúmeros concertos ao vivo com orquestra, com bandas, em duo, a solo, entre outros” conta-nos o jovem artista.

O seu interesse pela música começou quando o pai lhe comprou um piano de brincar aos 4 anos de idade.
 
Reparando na admiração do filho pelo brinquedo, os seus pais levaram-no a ter aulas de piano numa loja de música.
 
 O seu fascínio pela música nunca mais parou de crescer:
 
Uma das recordações que tenho, de quando ainda era pequeno, é de ir para casa dos meus avós e fazer uma bateria improvisada com tachos e caldeiros de tinta, e por vezes até fazia a minha família, e outras pessoas que estivessem presentes, terem de parar para me ouvir fazer barulho. Na altura achava que estava a dar um grande show, hoje em dia tenho pena deles, conta-nos de forma muito animada, soltando uma gargalhada.
 
Já bem mais tarde pediu ao pai para lhe comprar uma guitarra com a qual foi aprendendo sozinho e depois mais tarde numa outra loja de música.
 
No secundário, formou uma banda com os amigos e começaram a ensaiar regularmente.
 
Pouco tempo depois, o seu pai inscreveu-o num conservatório de música, onde estudou guitarra clássica e teoria musical, tendo chegado a fazer alguns recitais.
 
Sobre esta experiência explica-nos:
 
“É engraçado que nessa altura, tendo essa banda onde tocava coisas mais pesadas, nos intervalos das aulas do conservatório não conseguia evitar tocar Nirvana, Metallica, AC/DC… e isso era meio que “proibido” lá dentro, pois a técnica é bastante diferente (jamais se usa palheta no conservatório), mas rapidamente contagiei os outros alunos, e até mesmo o meu professor acabou por entrar na onda (risos).”
 
Entretanto, foi convidado para dar aulas de guitarra acústica, numa loja de música em Abrantes, teve experiência com outras bandas, colaborou com o grupo de cantares da escola e no orfeão de Abrantes (coro), com os quais fez várias apresentações ao vivo.
 
Formou ainda um duo que tocava em bares e depois começou a sua caminhada a solo, guitarra e voz, cheguei até a ser convidado para atuar numa transmissão ao vivo da rádio TSF, numa emissão feita perto da minha terra.”, conta o músico. “Recebi também convites de artistas da minha zona para participar nos espetáculos deles, e um fora da minha zona com quem tive a oportunidade de cantar e tocar foi o David Antunes.”
 
Mais tarde foi ainda convidado para cantar numa orquestra, em celebração dos 100 anos da cidade de Abrantes, tendo actuado em várias terras vizinhas de Abrantes.
 
É assim que surge a Warner Music e a oportunidade de lançar as suas próprias canções. Em 2021 assina contrato e começa logo a trabalhar em repertório sendo “Pôr Do Sol Ao Luar” o seu single de estreia, mas com mais propostas musicais já a caminho.