Pesquisar notícia
sábado,
27 nov 2021
PUB
Educação

Mação: Mérito premiado por Câmara Municipal | COM SOM!

28/12/2016 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Câmara Municipal de Mação procedeu na terça-feira, ao final da tarde, à entrega de Bolsas de Estudo, de Prémios de Mérito e à atribuição do Prémio Gonçalo Matos aos alunos do concelho.

Foram 18 os alunos que receberam as bolsas de estudo. A atribuição das bolsas significa a entrega de 150 euros, por 10 meses, às famílias contempladas.

Três alunos do 2.º, 3.º ciclos e secundário foram distinguidos com os Prémios de Mérito. Aos alunos do 2º ciclo foi entregue a quantia de 250 euros, enquanto o aluno do secundário foi contemplado com 500 euros.

Na ocasião, foi também entregue o Prémio Gonçalo Matos a duas alunas que obtiveram a mesma nota e, neste caso, a melhor média de acesso ao ensino superior do concelho. A Câmara Municipal entregou a cada uma 500 euros.

Tratando-se de um investimento “significativo”, Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal, explicou que “uma autarquia que tem a intenção de suster o êxodo populacional tem de ter esta preocupação”.

“Outra razão é porque achamos que os nossos jovens e as nossas crianças merecem ter o melhor futuro possível, o que passa por ter a melhor educação possível. Tendo conhecimento dos constrangimentos que podem existir de viver num concelho no interior, onde crianças e jovens vivem de alguma forma isoladas de outras, pensamos que devemos, e temos obrigação, de tentar proporcionar todas as condições, para que o facto de viverem em Mação não seja de modo nenhum penalizador”, salientou o autarca.

Vasco Estrela disse que o Agrupamento de Escolas de Mação “cada vez mais tem de se preparar para competir com outros agrupamentos. Todos nós sabemos os dados que temos em termos de alunos a frequentar hoje o ensino público. Aquilo que são as perspectivas a médio e a longo prazo é de um decréscimo de alunos, portanto é cada vez mais importante que em Mação possam haver respostas e fatores diferenciadores”.

O presidente referiu alguns exemplos que dizem respeito ao investimento da Autarquia na Educação: os transportes escolares (300 mil euros), as bolsas de estudo, 90 mil euros de refeições escolares no jardim-de-infância e 1º ciclo, visitas de estudo, serviços de terapia da fala, orientação psicológica e profissional, a viagem a França e a participação na Universidade Júnior do Porto. “Se juntarmos tudo isto e mais algumas coisas ao longo do ano, não andaremos muito longe de 500 mil euros. É um investimento significativo para uma autarquia que tem 10 ME de euros de orçamento anual”.  

“Que não seja por falta de investimento da Câmara de Mação na educação que os pais, na altura de escolherem onde devem viver ou que escola escolher, que não seja pela falta do nosso investimento que a opção não recaia sobre nós”, fez notar.

Na cerimónia e num discurso frontal com os alunos presentes, Vasco Estrela pediu para os jovens maçaenses não se esquecerem das suas origens e do seu concelho.

Em declarações à Antena Livre, o autarca afirmou que “custa perceber” e ter “a sensação clara que não vejo muitas possibilidades destes alunos voltarem à sua terra. Obviamente, que me deixa amargurado e triste perceber que fazemos este investimento, cumprimos a nossa missão na ajuda à formação de jovens maçaenses para eles irem para o mundo”.

“Quando assumi o cargo de vereador da educação em 2009 dizia que tinha esperança que muitos deles voltassem ao seu concelho. Hoje, voltei a dizê-lo. Mas hoje, já afirmo e já ficava contente que eles se mantivessem no seu país. Já é tão difícil desejar que eles permaneçam no seu país quanto mais no seu concelho (…) Quero o melhor para estes jovens e fico contente que a Câmara possa contribuir nesse sentido”, finalizou