Pesquisar notícia
domingo,
26 mai 2024
PUB
Endesa

Terminou o primeiro curso de formação mas haverá mais em setembro

15/05/2023 às 18:42
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Terminou no dia 12 de maio o primeiro curso de formação da Endesa em “Auxiliar Administrativo e Ferramentas Digitais”, que foi realizado com a colaboração institucional do Tagusvalley - Tecnopolo do Vale do Tejo. Este curso começou no dia 20 de março, data na qual a Endesa arrancou com o seu Plano Global de Formação para promover o desenvolvimento socioeconómico e a criação de emprego na Região de Abrantes.

No ato organizado pela finalização do curso e na entrega dos diplomas, participaram 12 empresas da região, que tiveram oportunidade de conhecer aos formandos pessoalmente, e receber os seus currículos em mão.

O primeiro formando, Pedro Leitão dos Santos, que já conseguiu integrar no mercado profissional graças à formação recebida, disse que “esta formação foi muito importante para aquilo que sou hoje. Tive a sorte no final do curso de conseguir um emprego nesta área e, hoje em dia, dou graças ao curso por o ter conseguido. A formação foi sem dúvida uma mais-valia para mim a nível pessoal e profissional”.

Nesta formação foi dada prioridade de acesso a residentes da região de Abrantes, pessoas em situação de desemprego e mulheres. Neste sentido, 95% dos participantes deste curso são mulheres residentes em Abrantes. Não foi necessário nenhum requisito prévio para frequentar o curso. Esta formação tem uma certificação profissional que vai permitir em 2023 qualificar 50 pessoas, nas duas convocatórias.

O curso “Auxiliar Administrativo e Ferramentas Digitais” ​​foi desenvolvido através de uma parceria da Endesa com a ManpowerGroup. Visa promover a capacitação digital na região, teve início no dia 20 de março e terminou a 12 de maio, com uma duração total de 310 horas de formação.

Esta formação gratuita terá uma segunda edição. A segunda convocatória será lançada no final de setembro, em data a definir posteriormente.

O curso foi ministrado nas instalações do TAGUSVALLEY, em Abrantes. Os participantes que concluíram com sucesso o curso receberam uma certificação profissional, para acreditar a sua formação.

Em comunicado, a Endesa avança ainda que “com o inovador projeto renovável para a região de Abrantes, a Endesa reforça o seu compromisso com Portugal, com a Transição Justa e, fundamentalmente, com as comunidades com as quais trabalha há três décadas na região de Abrantes. Com as comunidades locais, a Endesa irá agora construir o futuro para as próximas décadas”.

 

Plano Global de Formação da Endesa

A proposta apresentada pela Endesa inclui um Plano de formação e de desenvolvimento social e económico para a região.

A Endesa elaborou um Plano Global de Formação, de mais de 12.000 horas, que permitirá a reciclagem profissional, abrindo também a possibilidade de futuros empregos para os desempregados da região. Este Plano Global de Formação inclui cursos que vão desde a construção e instalação de centrais solares, à operação e manutenção de centrais renováveis. Adicionalmente, inclui atividades do setor primário, uma vez que estas vão passar a fazer parte da atividade de todas as instalações da Endesa, que vão integrar agricultura, pecuária ou apicultura entre os painéis. Também estão incluídos cursos de competências transversais, em funções administrativas e ferramentas digitais.

As iniciativas do Plano Global de Formação destinam-se principalmente aos habitantes da região de Abrantes, sendo dada prioridade a pessoas que se encontrem em situação de desemprego e mulheres.

“Esta formação é essencial na abordagem aos novos projetos de energias renováveis ​​da Endesa na região, pois será necessária mão-de-obra qualificada”, informa a empresa. A Endesa compromete-se a criar 75 postos de trabalho diretos permanentes, recorrendo prioritariamente a antigos trabalhadores da Central do Pego.

Fotos: Endesa