Pesquisar notícia
quarta,
21 fev 2024
PUB
Abrantes

Repsol abre área de serviço e anuncia combustível 100% renovável (c/áudio e fotos)

22/01/2024 às 16:12
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A estação de serviço 517 da Repsol em Portugal abriu em Abrantes, no Retail Park, e foi inaugurada na semana passada numa cerimónia em que foi feita a oferta do abastecimento a uma viatura dos Bombeiros de Abrantes, da Cruz Vermelha, da PSP e da GNR, para além da apresentação do espaço e das novidades para breve. Uma delas será a criação de um ponto de abastecimento para veículos elétricos e a outra, de maior escala, foi a produção, pela Repsol, de um combustível 100% renovável, feito a partir dos simples resíduos agrícolas.

A estação de serviço 517 da Repsol já estava a funcionar, das 7 às 23 horas, mas a inauguração oficial aconteceu na quarta-feira, dia 17 de janeiro.

Francisco Roldão, que vai ser o responsável pela estação que pela empresa retalhista Propetrol, referiu que esta abertura representa a colocação de mais uma marca no mercado, com os todos os seus produtos.

Depois das saudações e dos agradecimentos aos colaboradores, às forças de segurança e socorro pelo trabalho feito em prol da comunidade, e à família, que lhe permitiu continuar com um negócio já com tradição, Francisco Roldão fez questão de apresentar o conceito. É uma estação de serviço com os produtos normais, em que se incluem o gasóleo agrícola, o AdBlue e em breve um posto de carregamento para veículos elétricos.

Por outro lado, tem lavagem automática para veículos ligeiros e loja de conveniência. E na loja, que segue o conceito da marca, existem nuances que a vão diferenciar. Para além dos snacks e das bebidas esta loja vai ter produtos regionais, como sejam, por exemplo, morangos e enchidos. É, de acordo com Francisco Roldão, uma forma de colocar “Abrantes” na loja.

Este desafio significa uma melhor oferta ao cliente e a diversidade de escolha. Esta estação vai funcionar das 7 às 23 horas, para já, mas tem prevista a inclusão de um sistema OPT, de pagamento automático sem necessidade de um operador. Francisco Roldão destacou a venda de, para além dos combustíveis simples, os aditivados e o AdBlue a granel “que é a primeira bomba na zona de Abrantes a disponibilizar”.

Este investimento permitiu criar 5 postos de trabalho, número que se espera aumentar futuramente, em paralelo com o crescimento da empresa.

 

Francisco Roldão, responsável área de serviço

Armando Oliveira, Administrador-delegado da Repsol, vincou a abertura da estação 517 e ainda por cima no interior porque a empresa está presente em todos os distritos e é a maior empresa ibérica de entrega de energia aos clientes.

O responsável revelou que tinha como objetivo chegar aos 500 pontos, já que isso representava 25% de cota de mercado: “um em cada quatro litros de combustível vendido é nosso.” Mas depois do objetivo atingido a empresa não parou de crescer, numa altura que se fala muito de sustentabilidade e descarbonização, inaugurar uma estação que tem uma durabilidade de 20 a 30 anos deve levantar a questão: “daqui a 20/30 anos o que é que vamos vender?”

E a resposta de Armando Oliveira foi: “Vamos vender bem-estar.” Teremos um eco-sistema de serviços em que hoje o necessário é o que nós temos combustíveis e carregamentos elétricos e ainda o novo combustível 100% renovável (...), mas somos uma empresa a pensar no futuro.”

E depois frisou o galardão “5 Estrelas” na área de estações de serviço e é feita pelos clientes.

Armando Oliveira explicou depois que a Repsol tem um dos laboratórios de Portugal certificados para esta área dos combustíveis, pelo que “os nossos produtos aditivados são melhores que os outros. E revelou ter entrado, recentemente, no mercado da eletricidade."

“Não estamos parados, vamos continuar a agarrar estas oportunidades para poder crescer.


Repsol lança combustível equivalente ao diesel 100% renovável

O HVO tem um nome complicado, mas uma explicação simples, de acordo com o administrador Delegado da Repsol. “É voltar às origens e ser capaz de criar um combustível 100% renovável com origem em resíduos agrícolas, tal qual como o petróleo. Nas nossas refinarias vamos conseguir, através dos resíduos agrícolas, fabricar um óleo que se vai colocar num tanque destes com uma pistola ao lado do gasóleo e que diz 100% renovável”, destacou sublinhando que não é um sonho e que já está à venda em áreas específicas da mobilidade.

Armando Oliveira referiu ainda que o combustível só não está à venda, ainda, porque não há regulamentação porque “é tão inovador que passamos à frente da regulamentação.”

O administrador-delegado da Repsol indicou que a empresa não está parada e trabalha também na descarbonização.

Ora é sabido que Abrantes tem, em fase de regulamentação, a Zona Livre Tecnológica para energias renováveis e que permitirá o desenvolvimento, testes e facilidades para empresas que pretendam inovar nesta área. De tal forma que o presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, disse que o universo tem destas coisas, de ser feito o anúncio de um novo combustível no concelho em que o mesmo pode ser trabalhado e testado. E desafiou a Repsol a investir em Abrantes.

 

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

Armando Oliveira, aos jornalistas, frisou igualmente que “o universo faz estas brincadeiras, obriga-nos a cruzar. Um dos problemas é a experimentação e regulação para a entrada no mercado. O desafio foi lançado. Provavelmente vão aparecer alguns projetos. Ainda falta a conversa, mas seguramente as ideias estão em cima da mesa.”

Armando Oliveira, adminsitrador-delegado Repsol

Já Francisco Roldão ficou surpreso com o anúncio do administrador-delegado da existência de um combustível 100% renovável e ficou ainda mais satisfeito ao ouvir o desafio do autarca de Abrantes ao convidar a Repsol para investir neste produto em Abrantes pelas facilidades que o território vai ter com a zona livre tecnológica.

Para já ficou inaugurada a área de serviço Repsol de Abrantes, a 517.ª do país.

Texto: Jerónimo Belo Jorge

Fotos: Hugo Malainho