Pesquisar notícia
terça,
18 jun 2024
PUB
Crise/Energia

Hoteleiros insistem em ser incluídos no pacote de ajudas à luz e gás

19/11/2022 às 14:17
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O presidente da Associação Portuguesa da Hotelaria de Portugal (AHP) insistiu hoje na necessidade de o setor ser incluído no pacote de 3.000 milhões de euros que o Governo anunciou para limitar os custos com os preços da energia.

"Temos a expectativa de sermos envolvidos neste dossier" de apoio às empresas para fazer face ao aumento da fatura da eletricidade e do gás, disse Bernardo Trindade no encerramento do 33.º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo, promovido pela AHP, que decorreu de 16 a 18 de novembro, em Fátima.

O responsável já tinha saudado este anúncio que o primeiro-ministro, António Costa, fez no mês passado, apelado na abertura do congresso perante o ministro da Economia, António Costa Silva, para a necessidade de o setor usufruir desta ajuda também.

"Os custos com a eletricidade e gás são, depois dos custos com as pessoas, o maior custo que temos" na hotelaria, reforçou o mesmo responsável.

Os 3.000 milhões de euros fazem parte do pacote de apoio à fatura energética das empresas, previsto no acordo com os parceiros sociais assinado em outubro.

Em 12 de outubro, o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, anunciou que a intervenção dos 3.000 milhões de euros nos mercados de eletricidade e de gás natural, dirigidos às empresas, permite poupanças de 30% a 31% na eletricidade e 23% a 42% no gás.

Segundo o governante, as injeções são feitas este ano, para interferir nos preços do próximo ano.

Lusa