Pesquisar notícia
sábado,
25 mai 2024
PUB
Tramagal

CARPE VITAE é o novo blend Casal da Coelheira com edição limitada (c/áudio)

2/05/2023 às 15:03
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

São apenas 1.490 garrafas. Estão todas numeradas, sendo que a número 1, fica “em casa, no arquivo” Casal da Coelheira. Este vinho foi produzido a partir da colheita de 2019.

Esse ano, 2019, teve grande qualidade nos vinhos. Os solos arenosos onde estão plantadas as vinhas, em Tramagal, aliados ao clima puderam fazer “sofrer” as videiras que brindaram com uvas que permitiram ter um ano muito bom. E foi desse ano que Nuno Falcão Rodrigues, o enólogo [e administrador] da Casal da Coelheira juntou castas todas portuguesas para criar um novo blend Casal da Coelheira. E o resultado foi um Carpe Viatae já catalogado pelos especialistas como um vinho de muita qualidade. Estas apreciações aconteceram, de acordo com Nuno Falcão Rodrigues, em eventos vitivinícolas de França, Itália e Alemanha. “Falta agora a avaliação final. Essa é feita pelo consumidor que compra a garrafa”, diz o enólogo referindo que o objetivo foi criar um vinho com características próprias, de qualidade e, em simultâneo, que deixe liberdade ao enólogo para outros anos. Ou seja, que não tenha uma tabela fixa e que permita a criação a que “fabrica” ou “imagina” os vinhos.

Um outro pormenor que salta à vista, e que Nuno Falcão Rodrigues destaca como reforço desta ideia é o segredo das castas utilizadas. Não um segredo especial, mas para permitir ao vinho ganhar o estatuto só por si. O enólogo deixa apenas uma informação sobre as castas: “são todas portuguesas.”

Sobre eventuais produções futuras diz que “queremos manter as suas características, que seja um vinho genuíno, com uma intervenção minimalista por parte dos enólogos, ou seja, que a manipulação técnica seja reduzida ao mínimo para conseguirmos ter tudo aquilo que a terra e as videiras nos dão.”

O Carpe Vitae é um vinho com “poder, estrutura e concentração, mas, ao mesmo tempo elegância e alguma frescura. São situações que não é muito fácil conseguir juntar num vinho. Penso que este acaba por se tornar equilibrado por se tornar um vinho poderoso e, em simultâneo, elegante.”

Nuno Falcão Rodrigues reforçou o controlo que existe na qualidade da produção de um vinho, embora tenha acrescentado que “há fatores externos que vão influenciar, o perfil e a qualidade dos vinhos. Falo essencialmente do clima. É natural que um Carpe Viatae de uma colheita futura possa ter um perfil diferente deste. Mas queremos manter a sua filosofia.”

O vinho está já disponível na loja online Casal da Coelheira e na própria adega, mas o certo é que só há 1.489 garrafas, sendo que a n.º1 está guardada nos “arquivos da adega Casal da Coelheira.”

Nuno Falcão Rodrigues

Quando ao nome Carpe Vitae é latim e significa viver a vida, aproveitar a vida e “é esse o nosso desafio, que possamos aproveitar a vida. E esperamos que este seja um vinho que possa dar prazer a muita gente, porque é para isso que nós trabalhamos." Nuno Falcão Rodrigues conclui a dizer que foi um desafio porque “procuramos fazer um vinho que transmitisse a realidade do ecossistema, do ambiente que se vive no Casal da Coelheira mostrando a secura e a dureza dos solos. Arenosos e muito pobres e com clima quente.”

Esta blend foi criado a partir da produção de 2019 e ainda não se sabe quando é que há, novamente, as condições genuínas para um novo Carpe Vitae. Para já fica este, de 2019.

Galeria de Imagens