Pesquisar notícia
sexta,
09 dez 2022
PUB
Abrantes

Mestre Fernando Correia: “Uma verdadeira inspiração e lição de vida”

14/11/2022 às 12:29
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Associação de Judo do Distrito de Santarém (AJDS) organizou, através do Instituto de Formação de Judo e Disciplinas Associadas, e em estreita colaboração com o Município de Abrantes e o Clube Desportivo Os Patos, o Torneio Mestre Fernando António Dias Correia, que teve lugar este sábado, 12 de novembro, no Pavilhão Municipal do Pego.

O Mestre Fernando Correia, 76 anos, marcou presença na cerimónia, junto de familiares, num momento em que as emoções tiveram dificuldade em permanecer escondidas.

Pela Associação de Judo do Distrito de Santarém falou João Correia que destacou a importância que o mestre Correia, como “um dos grandes impulsionadores da modalidade e do desporto em geral na região do Ribatejo”.

“O Mestre Fernando António Dias Correia, fundador do Clube de Judo de Abrantes, foi também fundador da Associação de Judo de Santarém”, lembrou João Correia que disse ainda que Fernando Correia “difundiu e ensinou Judo em vários clubes desta região, tendo centenas de alunos, alguns dos quais ainda hoje mantêm viva esta modalidade”.

A atividade de Fernando Correia “contribuiu para a modalidade (...) com o seu modelo de divulgador e formador. Com muita paixão pela prática do Judo, deixou o legado que hoje aqui celebramos”.

João Correia contou que “ainda hoje, quando nos cruzamos com muitos amigos do Judo, rapidamente se recordam e com orgulho afirmam que foram alunos do Mestre Fernando Correia. O Mestre foi semeando os valores do Judo a todos os seus alunos e em todos aqueles que com ele se cruzaram ao longo da vida, tendo assim influenciado a família judoca ribatejana. Por tudo isso, aqui deixamos o nosso muito obrigado Mestre”.

 

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, lembrou que se iniciou na modalidade pelas mãos do Mestre Fernando Correia e também “da força que ele tinha quando nos agarrava pelo kimono”.

O autarca agradeceu ao Mestre Correia “por tudo o que fez pelo Judo em Abrantes” e por ser “uma grande referência para várias gerações de judocas do nosso concelho”. Destacou “o espírito lutador e persistente que sempre demonstrou” e “a inspiração para todos aqueles que têm vontade em vencer”.

“Abrantes reconhece o seu trabalho, a sua intervenção na comunidade, o seu empenho, a sua colaboração para com aqueles que sempre ajudou. Obrigado, Mestre”, concluiu o presidente da Autarquia abrantina.

Falaram ainda o presidente do Clube Desportivo "Os Patos", Hélder Rodrigues e, pela família, a irmã do Mestre Fernando Correia, que agradeceram o envolvimento das várias entidades nesta homenagem.

 

Foi com as emoções à flor da pele que Sara Correia falou de “um dia muito especial e importante porque nunca imaginei que o meu pai fosse reconhecido e homenageado em vida”.

A filha do Mestre Fernando Correia contou das coincidências de datas e da importância que lhes dá porque tinha celebrado o seu aniversário “ontem [dia 11 de novembro], e hoje é ainda mais especial porque isto também foi um presente para mim. O meu pai abriu o Clube de Judo de Abrantes a 3 de novembro e o primeiro neto dele, o meu filho, nasceu nesse dia. Portanto, as datas para mim são muito especiais”, confessou.

Foi de “coração apertado” que assistiu à ovação de pé que o Pavilhão do Pego prestou ao seu pai e quis “agradecer, de coração, todo o carinho que demonstraram com o meu pai. Foi amigo e muitas vezes pai de muitas pessoas. Sempre ajudou os jovens e sempre foi um homem bom. Espero que seja assim que o vejam sempre”, pediu sara Corria.

 

Biografia do Mestre Fernando Correia

No comunicado da Associação de Judo do Distrito de Santarém, pode ler-se que, “nascido em 1946, Fernando António Dias Correia estava destinado a grandes conquistas e grandes feitos.

Sonhador, visionário, lutador, com um enorme espírito solidário e dono de uma determinação e resiliências inigualáveis, as quais nunca o fizeram desistir, traçou um caminho de escolhas certas e soube sempre, com a sua visão única, trabalhar para os seus objetivos.

Em consequência do sarampo que teve, acabaria por perder um dos cinco sentidos por volta dos sete anos de idade: a audição.

Numa época em que as nossas escolas não sabiam integrar a diferença, e em que o mais provável para alguém surdo era traçar um caminho diferente, o Mestre Fernando Correia construiu a sua história.

Uma história de sucesso onde, em já idade adulta encontrou o Judo. Modalidade pela qual se apaixonaria.

A 3 de novembro de 1969, o Mestre Fernando António Dias Correia fundou o Judo Clube de Abrantes, um dos clubes fundadores da Associação de Judo do Distrito de Santarém e que funcionou durante 31 anos, até 2000.

Abraçou a modalidade com uma paixão ímpar e fez com que muitos à sua volta se apaixonassem também por ela, impulsionando a criação de diversos clubes na região centro.

Ao longo da sua carreira de judoca, somou várias conquistas, destacando-se dois títulos de Vice-Campeão do Mundo em Campeonatos para Surdos (Campeonatos do Mundo Silencioso, em França – Dunquerque, 1982 – e Japão – Tóquio, 1989).

Da sua vida constam inúmeros feitos para além do Judo, assim como uma carreira de sucesso como Osteopata.

Esteve sempre ligado às Tropas Pára-Quedistas, como instrutor de Judo e Defesa Pessoal, até se reformar por incapacidade.

Resistiu a diversos obstáculos, fez sempre das adversidades conquistas e continua a ser, para muitos, uma verdadeira inspiração e lição de vida”.