Pesquisar notícia
quinta,
22 fev 2024
PUB
Esposende

Emoção e aplausos na inauguração da estátua memorial do piloto Paulo Gonçalves

12/02/2024 às 15:16
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A escultura de homenagem ao antigo piloto de motas Paulo Gonçalves foi inaugurada no sábado, dia 10 de fevereiro, em Esposende, distrito de Braga, num clima de emoção, recordando o legado que o desportista, que faleceu em 2020, deixou ao concelho e ao país.

A obra de arte, com mais de cinco metros de altura, e composta por mais de 27.600 peças mecânicas recicladas, retrata o piloto em cima de uma mota, com a roda da frente levantada, numa duna no deserto da Arábia Saudita, onde Paulo Gonçalves viria a morrer, na sequência de um acidente na 42.ª edição do Rali Dakar.

“Foi uma perda muito grande, pois o Paulo [Gonçalves], além de ser um motociclista de excelência, tinha também um grande significado para a nossa comunidade, por se envolver em vários projetos sociais, desportivos e ambientais”, disse Benjamim Pereira, presidente da Câmara de Esposende.

A escultura ficou localizada na parte nascente da cidade, junto à Estrada Nacional 13, e integrada num novo parque urbano construído pela autarquia, e também batizado com o nome do piloto natural da freguesia de Gemeses.

“É um local onde passam milhares de pessoas, nomeadamente muitos motociclistas. Faz todo o sentido estar integrada num parque, tem outras valências que o Paulo também gostava”, partilhou o autarca.

Benjamim Pereira considerou que esta iniciativa “é uma forma de honrar a memória de Paulo Gonçalves e torná-lo num exemplo para todos os jovens”.

“Já tínhamos feito outras iniciativas, mas gostamos imenso deste projeto, por ser constituído por peças mecânicas oferecidas por todos os que quiseram ajudar a que a memória do Paulo perdurasse para sempre”, acrescentou o autarca.

A escultura, financiada pela autarquia, foi idealizada por Paulo Maria, fotojornalista e amigo do antigo piloto, que sublinhou o envolvimento de várias pessoas e entidades no projeto, considerando, por isso, que é uma “obra de todos para todos”.

“Desenvolvi o projeto e foi acolhido pela autarquia, que entendeu ser a via ideal para homenagear o Paulo. Usámos milhares de peças mecânicas que estavam em fim de vida, reciclando-as para esta homenagem, que teve a ajuda de muita gente para ser uma realidade”, disse o autor.

A obra, com oito toneladas e mais de cinco metros de altura, foi fundida e moldada na HJDP, uma empresa de Montalvo, no concelho de Constância, num trabalho artesanal em formato industrial, iniciado no ano passado.

No sábado, na inauguração, além dos responsáveis autárquicos, mentores da iniciativa e familiares e amigos de Paulo Gonçalves, estiveram milhares de pessoas, que, num clima de alegria, saudade e emoção, aplaudiram a obra de arte assim que esta foi revelada, após ser retirado o pano gigante que a envolvia.

Paulo Gonçalves destacou-se como motociclista de ralis, tendo acumulado 23 títulos nas modalidades de motocross, supercross e enduro. Correu por várias equipas, participou em sete edições do Rali Dakar, tendo terminado um deles na segunda posição, foi campeão do mundo de ralis todo-o-terreno em 2013 e vice-campeão em 2014.

C/ Lusa

Fotos: Facebook da HJDP e Município de Esposende

 

Galeria de Imagens