Pesquisar notícia
quinta,
20 jun 2024
PUB
VN Barquinha

IV Encontro de Cultura Popular do Ribatejo

19/10/2023 às 11:20
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha vai voltar a acolher o Encontro de Cultura Popular do Ribatejo. A 4.ª edição vai realizar-se no sábado, dia 28 de outubro.

Depois do sucesso do III Encontro marcado pela cultura imaterial caracterizando o Ribatejo, surge outro ângulo de observação da mesma região: território, gentes e cultura. A materialidade que reconhece e recria a imagem da Região ribatejana preservando a identidade é tarefa de todos os tempos. Este tempo é nossa pertença.

O Fórum Ribatejo pensa que o Ribatejo continua a fazer sentido, embora a Administração não lhe reconheça a unidade nem forma. Por isso tem vindo a desenvolver um conjunto de ações com vista a aprofundar o conhecimento e mesmo a investigação sobre quem somos e como somos. Entre essas ações, merece hoje particular atenção o IV Encontro de Cultura Popular do Ribatejo.

Não há Cultura sem cultura popular, não há povo que viva sem uma cultura que dê forma a essa vida.

Olhar com interesse e rigor para essa cultura popular é o principal objetivo deste projeto desenvolvido pelo Fórum Ribatejo em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. À semelhança das edições anteriores, prevê-se que o Encontro que agora se prepara, venha a reunir um conjunto diverso de pessoas dedicadas justamente à cultura popular do Ribatejo, na vertente Material.

Este IV Encontro de Cultura Popular do Ribatejo tem como tema a "Cultura Material" continuada pontualmente nas várias regiões e que desejamos destacar.

A entrada é livre.

 

Programa:

09h30 – Abertura dos trabalhos. Inauguração da “IV Mostra de Livros sobre Cultura Ribatejana”

Apresentação pública do “Livro de Atas do III Encontro de Cultura Popular do Ribatejo”

Fernando Freire, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e Aurélio Lopes, coordenador do Fórum Ribatejo

10h30 – Moderador: Alves Jana

Nuno Prates – Representações de Alpiarça e da Casa dos Patudos na azulejaria de Jorge Pinto

Roberto Caneira – Núcleos museológicos “Casa tradicional da Glória do Ribatejo” e “Casa Avieira do Escaroupim”: dois exemplos de arquitetura ribatejana

Ana Saraiva – Arquiteturas do maciço calcário estremenho: Materialidades de um saber fazer artesanal

Luís Mota Figueira – Cultura material – Nova etnografia e museografia na paisagem ribatejana

11h50 – Debate

12h20 – Almoço

14h20 – Espaço Animação

14h50 – Moderador: Carlos Matias

António J. C. Heitor de Matos - Brinquedos e jogos tradicionais

Os “Cinquentões”; Nuno Pedro, Susana Ferreira e Carla Sousa – O “Doce de Arrobe” em Vila Chã de Ourique

Aurélio Lopes – A mulher no Ribatejo: A enxada e a vassoura em vivências bipolares

Ludgero Mendes – A dupla dimensão do Património Cultural Popular – Onde a espiritualidade cruza com a matéria”

16h10 – Debate

16h30 – Intervalo

16h45 – Moderador: Teresa Serrano

António Matias Coelho – Memórias de um lugar de romaria: o Senhor do Bonfim da Chamusca

Luís Batista – O culto templário de Santa Catarina de Alexandria no antigo concelho de Atalaia (Vila Nova da Barquinha)

Ernesto Jana – Igreja de Santa Maria do Olival – De um templo singelo a igreja principal das Ordens do Templo e de Cristo

18h00 – Debate

18h30 – Espaço Animação

19h00 – Sessão de encerramento: Paula Pontes, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e representante do Fórum Ribatejo