Pesquisar notícia
quinta,
18 jul 2024
PUB
Sardoal

Teatro Dom Roberto vai passar pelas as aldeias do concelho

3/07/2024 às 16:11
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Entre 12 e 14 de julho, várias aldeias do concelho de Sardoal irão receber episódios de Teatro Dom Roberto (fantoches), numa ação que visa descentralizar as iniciativas, “permitindo a todos os sardoalenses usufruir de momentos culturais ao ar livre e com caráter gratuito”.

Desta forma, as apresentações decorrerão:

12 de julho às 19 horas - Andreus (Recinto das Festas)

12 de julho às 22 horas – Sardoal (Praça Nova)

13 de julho às 16 horas – S. Simão (junto à Associação)

13 de julho às 19 horas – Valhascos (junto à Associação)

13 de julho às 22 horas – Cabeça das Mós (Largo do Comércio)

14 de julho às 10h30m – Santa Clara (Largo do Mercado)

14 de julho às 15 horas – Montalegre (junto à Associação dos Amigos de Santiago Montalegre)

Capaz de divertir miúdos e graúdos, Dom Roberto, o herói destas histórias, luta contra gigantes, monstros, salva princesas e é capaz de derrotar até a própria morte. O Teatro Dom Roberto, ou teatro de fantoches, faz parte do imaginário dos portugueses mais antigos, os que ainda se lembram dos robertos em feiras, romarias, praias e praças do país. Conta com cerca de quatro séculos de história e chega aos nossos dias revitalizado por diversas companhias nas quais se incluem os Valdevinos.

Da autoria do Teatro Popular Português, a peça conta com Fernando Cunha como bonecreiro, a produção e construção de bonecos são da responsabilidade de Ana Pinto e os cenários e adereços são assinados por Carlos Apolo Martins.

Fundada em 1997, a Valdevinos é uma referência no teatro de marionetas e teatro Dom Roberto, desenvolvendo trabalho reconhecido internacionalmente. Desde 2015 que gere e dinamiza a Casa da Marioneta de Sintra, motor de ligação à comunidade, ao universo temático e ao espólio da companhia, através de atividades programadas que contribuem para a valorização do património cultural e integração social.

A iniciativa é uma organização do Município de Sardoal com o apoio da Associação de Moradores de Andreus, Associação de Melhoramentos de São Simão, ACD Valhascos, Comissão de Melhoramentos de Cabeça das Mós e Associação dos Amigos de Santiago de Montalegre - ASM e financiada pela Direção-Geral das Artes, ao abrigo do Apoio à Programação da RTCP.