Pesquisar notícia
segunda,
04 jul 2022
PUB
Concelhos

Projeto de IA aplicada à Gestão Documental do Município desperta interesse nacional

23/06/2022 às 13:03
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Por ocasião do Dia Internacional dos Arquivos, celebrado a 9 de junho, o Grupo de Trabalho dos Arquivos Municipais (GTAM) realizou uma tertúlia online, onde o inovador projeto de “Inteligência Artificial (IA) aplicada à Gestão Documental”, desenvolvido pelo Município de Abrantes, foi apresentado e dissecado pelos participantes.

Com a adoção do Plano de Classificação da Informação Arquivística para a Administração Local (PCIAAL), cujo objetivo é promover a utilização de uma estrutura única de classificação e organização da documentação do setor público, o Município de Abrantes, percebendo a complexidade da sua aplicação prática, desenvolveu um sistema baseado em algoritmos de inteligência artificial, que para além de aumentar a eficácia e eficiência do processo, ainda poderá permitir a uniformização deste tipo de procedimentos nas organizações públicas locais.

Enquadrado no abr@ntes.digital, este projeto foi implementado “numa correlação interdisciplinar criativa e inovadora” entre técnicos do Município das áreas de Gestão de Informação e Desenvolvimento Aplicacional.

Este projeto Municipal “inovador e disruptivo” tem gerado um grande interesse nacional, permitindo o desenvolvimento de um novo paradigma de trabalho na área que, não só muda de forma significativa a maneira como os profissionais da gestão de informação concretizam o seu trabalho, como também aumenta de forma exponencial os níveis de assertividade da classificação.

Nesta tertúlia, os técnicos da Divisão de Sistemas de Informação do Município de Abrantes começaram por dar a conhecer o projeto, partilhando a sua experiência, resultados e ideias, nomeadamente na atribuição da classificação, tarefa que foi consensualmente considerada pelos participantes como crítica e complexa.

Na sessão online, que teve a duração de cerca de duas horas, os técnicos do município demonstraram o sistema, permitindo que os participantes observassem os mecanismos de aprendizagem da Inteligência Artificial (IA) e de atribuição da classificação.

Seguiu-se um debate entre os cerca de 70 participantes no qual foram abordadas questões como a construção e operacionalização do sistema, a tecnologia subjacente e a sua natureza open source, as potencialidades para o tratamento da informação enquanto instrumento facilitador e normalizador, os resultados e metas no âmbito da eficiência e qualidade, a sua integração com outros sistemas de informação e a capacitação dos profissionais para lidar com a IA.

O Município de Abrantes considera que este projeto da sua Divisão de Sistemas de Informação “será preponderante para fomentar a prática da classificação de forma normalizada e transversal em Portugal, constituindo-se como oportunidade para desconstruir a complexidade associada a esta tarefa”.