Pesquisar notícia
domingo,
04 jun 2023
PUB
Mação

Município convida população a participar em escavações arqueológicas

9/05/2023 às 16:12
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Município de Mação, seguindo a premissa de “valorizar, em contínuo, os seus sítios arqueológicos” e com “o intuito de recolher mais informação sobre este sítio romano, através do seu Museu”, está a promover uma campanha de escavações arqueológicas que “responda à vontade expressa dos maçaenses em dotar o espaço de condições para visitas”.

No último trimestre de 2022 foram realizadas prospeções geoelétricas no sítio arqueológico de Vale do Junco que “mostraram o grande potencial deste espaço”, conhecido desde os anos 40 do século passado e que tem vindo a sofrer diversos trabalhos de investigação.

Em dezembro do ano transato, foi inaugurada no Núcleo Museológico de Ortiga a exposição temporária e ainda vigente “Vale do Junco e o Passado Romano no Território de Mação”, na qual constam diversos objetos do espólio encontrado no balneário romano da freguesia.

 

Gostaria de participar nas escavações?

“É do interesse do Município valorizar o seu património através da integração e interação da comunidade em ações conjuntas que promovam a aquisição e partilha de conhecimentos”, informa o Município em nota de imprensa, pelo que se convida a população a participar na próxima campanha de escavações arqueológicas.

Atendendo ao facto de o número de inscrições ser limitado para esta campanha, os interessados devem contactar o Museu para se juntarem à equipa de trabalho entre os dias 22 de maio e 6 de junho.

Para informações e registos, contactar pelo e-mail museu@cm-macao.pt ou pelo telefone 241 571 477.

 

A Estação Arqueológica de Vale do Junco

O sítio arqueológico situa-se na freguesia de Ortiga, encontra-se classificado e trata-se de um povoado com ocupação romana, possivelmente ligado à exploração aurífera, que atinge cerca de dois hectares. É de salientar que a poucos metros das margens do Tejo existem vestígios de conheira. No povoado, são visíveis vestígios de um complexo termal que data do século III/IV D.C., escavado nos anos 50 por Calado Rodrigues. No local existem também à superfície vários fragmentos de cerâmica comum e de construção romana, bem como vestígios de algumas sepulturas possivelmente visigóticas. Os muros romanos rectilíneos do balneário são perfeitamente visíveis, bem como os pavimentos de opus signinum.

Foto: Município de Mação