Pesquisar notícia
quinta,
21 out 2021
PUB
Concelhos

Médio Tejo: Autarcas voltam a lutar por uma nova travessia sobre o Tejo e pedem reunião ao Governo

25/06/2018 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Autarcas consideram que as travessias existentes não resolvem o problema do intenso tráfego nem satisfazem as necessidades das empresas da região

Os autarcas da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo solicitaram uma reunião ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, sobre a necessidade de uma nova travessia sobre o rio Tejo.

O anúncio foi feito por Sérgio Oliveira, presidente da Câmara de Constância, na Assembleia Municipal, realizada na sexta-feira, dia 22 de junho.

O presidente explicou aos presentes que os autarcas do Médio Tejo querem perceber qual é a intenção do Governo quanto à nova travessia.

“O que combinamos entre os três autarcas, (Abrantes, VN da Barquinha e Constância), foi que, nesta fase, nenhum de nós iria falar da localização da ponte. O que fizemos foi pedir uma audiência ao senhor ministro para tentar perceber quais as intenções do Governo e depois de termos o parecer [do Governo] iremos então começar esse debate entre nós”, disse à Antena Livre Sérgio Oliveira.

O autarca reconheceu que o Município de Constância quer a ponte, mas que é necessário ter uma noção da dimensão do concelho e que nesta fase é crucial um trabalho conjunto.

“Eu sou presidente da Câmara de Constância e estou cá para defender os interesses do meu concelho. Entendo e tenho argumentos para defender que a ponte deve vir para aqui, mas não estamos nessa fase. Temos de seguir a via do diálogo e ter noção da nossa dimensão. E num projeto estruturante como este, temos de ter todos os apoios”, explicou o presidente de Câmara. No entanto, não deixou de afirmar que caso não seja unânime a questão da localização “cada um seguirá o seu caminho, com os seus argumentos e com as ferramentas que tem”.

Na carta enviada, no dia 12 de junho, ao Ministro do Planeamento e das Infraestruturas e assinada pela presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Maria do Céu Albuquerque, os autarcas recordam que o recente investimento realizado na ponte sobre o Tejo, em Abrantes, continua a não resolver o tráfego intenso que se faz sentir quer em viaturas ligeiras, quer em pesadas, e que se situam junto de importantes empresas, como é o caso da Celulose do Caima, em Constância, a Mitsubishi Fuso Truck Europe, no Tramagal, ou até mesmo o Eco Parque do Relvão, na Chamusca.