Pesquisar notícia
quarta,
06 jul 2022
PUB
Concelhos

Feira Mostra está de volta com atividades que “chamem a Mação muitas pessoas”

21/06/2022 às 12:27
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Após dois anos de pausa, devido à pandemia da Covid-19, Mação recebe a 27.ª Feira Mostra do Concelho. Este ano a feira irá decorrer entre os dias 29 de junho e 3 de julho, em simultâneo com a 22.ª feira do livro.

A Feira Mostra conta com 81 stands e ainda seis espaços de restauração em que cada um “tem a sua ementa própria”, contudo, o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, diz que “apelamos para que, de alguma forma, possam existir pratos tradicionais do concelho”, como é o caso dos maranhos, bucho e peixe do rio, que vão estar presentes em “pelo menos dois restaurantes”. “As migas, o bucho, o peixe do rio, cabrito e javali” são pratos que “estão seguramente presentes”. Para além destes espaços, vai haver também quatro espaços de bar "que junta também o bar do centro de apoio social da câmara municipal de Mação”.

“Queria que fosse a feira de todo o concelho”, refere Vasco Estrela, ao anunciar que dos 81 stands, 20 estão destinados aos artesãos do concelho de Mação, enquanto os outros dedicam-se a empresas do concelho e de âmbito institucional até mesmo do “município do Sardoal”, de forma geral, empresas e instituições que colaboram com Mação. “Não temos mais stands, porque tivemos aqui alguma precaução”, visto que as obras de requalificação das piscinas municipais descobertas irão ter a sua inauguração.

Mas as piscinas municipais não são a única novidade que irá ser inaugurada nesta 27.ª Feira Mostra do Concelho de Mação, o Parque Arqueosocial Andakatu, que se localiza no Calvário, por cima das Piscinas Municipais, “num espaço que é, desta forma, requalificado”.

Este ano será apresentada, no dia 1 de julho, a Carta Cultural do Concelho de Mação, que “é um projeto iniciado já em 2019”. O presidente da câmara refere que este projeto mostra “os viveres das nossas gentes”, sendo o mesmo, um livro desenvolvida no âmbito do grupo sénior, “dos mais de uma dezena de clubes que existem” e que apresenta “histórias, usos, costumes” do concelho. Esta carta não tem capa, mas sim uma peça de renda feita pelos diferentes participantes do projeto, o que faz com que cada livro seja único. Vasco Estrela explica que este projeto é parecido com a carta gastronómica que foi apresentada em 2012.

Já no que toca ao programa da Feira Mostra, é realçado que os artistas “já estavam contratados para a Feira Mostra de 2020”, que foi adiada devido à pandemia da covid-19. O presidente da câmara acrescenta que este é um programa “que tenta abranger todo o público” e ainda que apresente atividades que “chamem a Mação muitas pessoas”.

“Para as nossas crianças” vão estar disponíveis algumas atividades, como é o caso de um parque de insufláveis e ainda um espetáculo infantil com o Avô Cantigas no dia 3 de julho pelas 18h30.

Este ano, e como em todos os outros, a Feira Mostra conta a atuação de “Grupos concelhios”, sendo eles Os Maçaenses, a Musical Amendoense e a Arruda pela Sociedade Filarmónica União Maçaenses.

Vasco Estrela, presidente CM Mação

O vice-presidente da Câmara Municipal de Mação, António Louro, menciona ainda “este é um momento muito especial” de poder voltar “à vida normal” e explica mais o stand da câmara municipal na Feira Mostra. “As obras mais importantes que a câmara fez vão ter destaque”, este é uma forma de aproveitar este contacto com as pessoas. Dentro deste destaque está o projeto que integram com as AIGP’s (Áreas Integradas de Gestão da Paisagem) que atualmente apresenta nove intervenções em curso, “por todo o território”.

António Louro explica que este “momento de contacto com as pessoas” serve para “esclarecer dúvidas”, mostrar os “objetivos”, “enquadramentos” e ainda “as formas de funcionar".

As AIGP’s pretendem “construir paisagens”, são projetos com pessoas “que gostam da terra delas”, o vice-presidente da câmara explica que são “projetos multissetoriais em que a floresta tem um papel muito importante”.

António Louro sente que a reação “das pessoas” a este projeto tem sido “extremamente positiva”. Sendo Mação uma região afeta pelos incêndios, “começa a ser muito evidente para todos que este assunto não se vai resolver” sem medidas ao nível do “problema que temos”.

“Este é um processo que está nas mãos dos proprietários”, explica o vice-presidente da câmara que “ninguém vai obrigar ninguém”, apenas que se estão “a juntar vontades” com vista a “tentar construir um futuro mais sustentável”.

António Louro, vice-presidente CM Mação

A Feira Mostra do Concelho de Mação começa a 29 de junho e termina a 3 de julho.

Maria Francisca Carvalho