Pesquisar notícia
quinta,
18 jul 2024
PUB
Abrantes

EPDRA vai ministrar Curso Técnico Superior Profissional de Equinicultura e Atividades Hípicas

3/07/2024 às 15:58
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

“Hoje, o Ensino Superior chegou a esta escola”. Foi assim que o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, anunciou que a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural (EPDRA), situada em Mouriscas vai, a partir do próximo ano letivo, ministrar o Curso Técnico Superior Profissional (TESP) de Equinicultura e Atividades Hípicas que dará acesso ao ensino superior.

Trata-se uma parceria assinada esta terça-feira, dia 2 de julho, entre a EPDRA, o Instituto Politécnico de Santarém e a Câmara de Abrantes.

Na cerimónia pública de assinatura do protocolo, a diretora da EPDRA, Marly Serras, destacou que “é uma mais valia para nós porque há muitos anos que os nossos alunos de gestão equina nos têm pedido uma formação deste género”, pois “muitos não têm condições para se deslocar para outros locais e assim fazem aqui três anos de formação”, podendo depois prosseguir “os estudos no Politécnico”. Quanto à EPDRA, Marly referiu que “para nós, Escola, é uma mais valia também mostrar que temos as condições necessárias para dar esta formação e também a continuidade da excelente formação que nós damos aos nossos alunos”, sendo mais uma “afirmação da escola enquanto escola de excelência”.

João Moutão, presidente do Instituto Politécnico de Santarém, destacou, por várias vezes, as condições de excelência da EPDRA, que ”tem recursos fantásticos e o Instituto Politécnico de Santarém sente-se muito honrado e poder estar com esta parceria e contribuir para a dinamização deste setor, também aqui neste Município, em conjunto podemos atrair mais estudantes profissionais qualificados e associar esta formação num conjunto de outros parceiros também relevantes e com isso dinamizar-mos este território que tem estas condições fantásticas”. Formar profissionais altamente qualificados na área da equinicultura e das atividades hípicas é o objetivo.

Ainda em relação ao Município de Abrantes, apontou que o mesmo tem sido “muito importante no apoio a este curso” disponibilizando “condições logísticas” e ainda ajudou com o apoio “com bolsas e transporte para os estudantes”. Terminou tendo a “certeza que, em conjunto, vamos fazer deste curso uma referência, não só nacional como mundial”, sendo uma “iniciativa com grande sucesso”.

João Moutão mostrou-se entusiasmado com esta parceria e informou que irão “desenvolver um curso técnico de nível superior com a duração de dois anos, com uma forte ligação ao setor profissional, com estágio incluído” sendo, o mesmo, de acordo com critérios que são exigidos, desde o corpo docente às condições de financiamento. Explicou ainda em declarações à Antena Livre que é um curso acreditado pela DGES, “necessitando de corresponder a um padrão que se coaduna com o Ensino Superior”, e explicou melhor o funcionamento do curso.

Já o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, destacou que o dia de assinatura do protocolo é um “dia muito especial”, “primeiro porque isto é valorizar as diferentes instituições, os seus profissionais, os professores, as pessoas que trabalham, os técnicos que trabalham nestas dimensões, nestas organizações”. Disse que a escola de Mouriscas “tem um potencial brutal e uma história absolutamente extraordinária”. Proferiu ainda que “nós não podemos perder esta escola de forma nenhuma”, tendo que garantir a sua continuidade e “continuar a valorizar o património humano e técnico que esta escola tem e depois todos os que saem daqui formados”. Manuel Jorge Valamatos destacou ainda a importância do Politécnico de Santarém e a importância da Câmara estar envolvida.

O presidente da Câmara de Abrantes terminou referindo que é “um dia muito importante”, e disse-se confiante no “nosso futuro coletivo”, transmitindo um sentimento de que o “futuro passa por aqui”.

O Curso Técnico Superior Profissional (TESP) de Equinicultura e Atividades Hípicas já tem 10 candidatos e terá uma lotação máxima de 25 alunos.

O protocolo pretende promover a formação qualificada na área da Equinicultura e das atividades hípicas, contribuindo para o desenvolvimento económico, social e cultural da região. O curso pretende formar profissionais capazes de gerir e dinamizar empresas e projetos ligados ao setor equestre, bem como de prestar serviços especializados na área. O Politécnico de Santarém alarga assim a sua oferta formativa e reforça a sua ligação ao território e aos agentes locais através da sua Escola Superior Agrária.

Também presente na assinatura do protocolo na Herdade da Murteira, em Mouriscas, esteve Celeste Simão, vereadora com o pelouro da Educação na Câmara de Abrantes, que lembrou que é possível cumprir todos os níveis de ensino em Abrantes. Desde o pré-escolar ao ensino superior, Abrantes oferece propostas para que não tenha que se sair do concelho.

 

Oferta Formativa da EPDRA

Quanto à oferta formativa da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes para o próximo ano letivo, a diretora Marly Serras falou dos cursos da Escola e até do que não correu tão bem como seria expectável.

Curso de bombeiro sem procura leva ao encerramento da oferta. Este ano letivo terminaram os quatro alunos que frequentaram a formação.