Pesquisar notícia
quinta,
07 jul 2022
PUB
Concelhos

Medalha de Mérito Municipal em homenagem ao trabalho das IPSS (C/ÁUDIO, VÍDEO e FOTOS)

14/06/2022 às 15:02
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Dia da Cidade de Abrantes foi assinalado esta terça-feira, 14 de junho, com a Cerimónia Oficial que este ano teve lugar no Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes (MIAA).

As Cerimónias Oficiais do Dia da Cidade tiveram início, como habitualmente, com o Hastear das Bandeiras de Portugal, da Cidade e da Comunidade Europeia pelo presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, pelo presidente da Assembleia Municipal, António Mor, e pelo presidente da Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás. Os mastros foram colocados à entrada do MIAA e as bandeiras foram subindo para a sua posição ao som do Hino Nacional interpretado pelos Agrupamentos de Escuteiros do Concelho de Abrantes.

Hino Nacional interpretado pelos agrupamentos de Escuteiros de Abrantes

Já no interior do MIAA, numa das salas com peças de arte contemporânea da colehgção Figueiredo Ribeiro seguiu-se a homenagem aos trabalhadores do Município de Abrantes presentes com 25 anos de serviço e também aos que se aposentaram este ano. Foram igualmente agraciados os funcionários com 25 anos ou que se aposentaram do serviço do Agrupamento de Escolas n.º 1 de Abrantes.

Logo de seguida o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, e a vereadora com o pelouro da Ação Social, Raquel Olhicas, entregaram a Medalha de Mérito Municipal aos lares e centros de dia do concelho de Abrantes, num total de 16 instituições, “pelo trabalho decisivo que têm desenvolvido a cuidar daqueles que durante tantos anos nos transmitiram os valores e a identidade do que é ser abrantino”.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, destacou que a preocupação com os idosos tem vindo a ser apontado como prioritário nas sociedades modernas, nomeadamente "ao nível de questões tão importantes como o isolamento, a solidão e a exclusão social a que muitos estão sujeitos”, salientou o Presidente da Câmara Municipal de Abrantes reforçando que “o papel que estas instituições têm desenvolvido, é um trabalho absolutamente decisivo para a comunidade abrantina”.

Ainda segundo o presidente da Câmara Municipal de Abrantes “estas IPSSs foram confrontadas com diversos desafios, sendo o mais importante o que diz respeito à transmissão da infeção em pessoas particularmente vulneráveis, quer pela idade, quer pelo conjunto de debilidades associadas”. E continuou a referir que “foram e são um exemplo para a nossa comunidade, que espero que nos tempos conturbados que ainda vivemos, sirvam de inspiração, para que todos juntos, no espírito de união que nos caracteriza, possamos continuar a valorizar Abrantes, como os abrantinos merecem.”

Discurso do presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos

Instituições homenageadas no Dia da Cidade:

ACATIM – Associação Comunitária de Apoio à Terceira Idade de Mouriscas - Luís Pires

Associação de Solidariedade Social Pró-Cultural Professor Silva-Leitão (Bemposta) - José Maria Gomes

Centro de Assistência Paroquial de S. Pedro de Alvega - Padre Manuel Mendonça

Centro Social Paroquial de Rossio ao Sul do Tejo - Padre Adelino Cardoso

Centro de Apoio a Idosos da Freguesia de Rio de Moinhos - Ana Cristina Matos (vice-presidente)

Centro de Solidariedade Social da Freguesia do Souto - Maria Teresa Soares

Centro Social Paroquial de São Facundo - Padre Manuel Mendonça

Centro Social Paroquial da Freguesia de São Miguel do Rio Torto - Padre Adelino Cardoso

Centro Social de Alferrarede - José da Cruz Bartolomeu

Centro Social do Pego - António Mor

Centro Social Interparoquial de Abrantes - Padre António Castanheira

Centro Social Paroquial de Vale das Mós - Padre Manuel Mendonça

Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Oliveira (Tramagal) - Padre Adelino Cardoso

Santa Casa da Misericórdia de Abrantes - Provedor Alberto Margarido

SOLTRAM (Tramagal) - Joaquim Carraço

CRIA – Centro de Recuperação e Integração de Abrantes Rosalina Reis (em representação da direção)

Aos jornalistas o presidente da Câmara de Abrantes destacou o local de realização desta cerimónia, o MIAA, que não teve uma inauguração pública, em dezembro, por via da realização das eleições. E foi por esse motivo que agora foi escolhido para acolher esta cerimónia do Dia da Cidade de Abrantes. “É celebrar o dia de Abrantes no MIAA e celebrar a nossa história, património e futuro do nosso concelho.”

E revelou ainda, sem comprometimento, que a próxima peça das “constelação” cultural de Abrantes deverá estar finalizada até ao final do ano. Trata-se do MAC, Museu de Arte Contemporânea Charters de Almeida que vem juntar-se ao MIAA, ao Panteão dos Almeida, à Galeria de Arte Municipal, às Igrejas de S. Vicente, S. João e da Misericórdia, e ao Museu da Metalúrgica Duarte Ferreira, de Tramagal.

Manuel Jorge Valamatos, sobre cerimónia no MIAA

Na tarde desta terça-feira, dia 14 de junho, num dia dedicado aos abrantinos, pelas 18h, será inaugurada a exposição “Um fio de arte” de Massimo Esposito e Juju Bento, no Quartel – Galeria Municipal de Arte de Abrantes, espaço cultural que passa agora a acolher exclusivamente exposições de autores locais e regionais, com o objetivo de aproximar o público à arte.

A exposição “Um fio de arte”, que conta com 23 obras estará patente ao público até 16 de julho. A inauguração conta com a presença dos autores e terá uma performance de dança contemporânea pela abrantina Marina Brunheta.

À margem desta cerimónia o presidente da Câmara de Abrantes deixou ainda um balanço daquilo que têm sido estes dias de Festas de Abrantes. E apontou os dois anos de ausência de atividades e o tempo “excelente” como dois dos motivos de elevada dinâmica de visitantes das Festas.

Manuel Jorge Valamatos, sobre Festas de Abrantes

Nesta cerimónia foi ainda apresentado o vídeo promocional do Museu Ibérico de Arqueologia e Arte.

Texto de Jerónimo Belo Jorge

Fotos de Maria Francisca Carvalho