Pesquisar notícia
quinta,
18 ago 2022
PUB
Concelhos

Aprovada candidatura Barquinha Verde

22/07/2022 às 11:32
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O Município de Vila Nova da Barquinha viu ser aprovada uma candidatura a fundos comunitários, no âmbito do programa Compete 2020, para a (re)arborização de espaços verdes e criação de ilhas-sombra em meio urbano.

A ação intitulada “Barquinha Verde” vai permitir criar, de acordo com o Município “um modelo de maior sustentabilidade ambiental, restaurando, valorizando e protegendo os espaços de fruição pública, mitigando o risco que a população está sujeita potenciado pelas alterações climáticas.”

Esta operação de apoio à Transição Climática terá um custo de 75.000 euros, cofinanciado no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Os investimentos previstos, segundo informação da autarquia, caracterizam-se pela beneficiação dos sistemas de rega para sistemas mais eficientes e inteligentes e pela realização de podas e manutenção do coberto arbóreo, nos espaços verdes das freguesias de Praia do Ribatejo e de Vila Nova da Barquinha.

Nestas duas freguesias foram identificadas situações de risco para pessoas e bens: exemplares mortos, em declínio ou decrépitos, para abate, tendo sido realizadas operações de escalada, podas corretivas, podas seletivas em porte natural através remoção dos ramos mortos, partidos ou inviáveis) e de segurança, com promoção do seu equilíbrio, aclaramento e coabitação com a envolvência.

Ainda de acordo com o Município, esta candidatura “não contribui para a aumento do coberto arbóreo e arbustivo em espaços verdes, mas sim para a melhoria e garantias de segurança, dado que não são realizados investimentos no âmbito da plantação. Destaca-se a conexão dos espaços em questão com a rede de percursos pedestres que atravessam o concelho, com amplas áreas de espaços verdes, conferindo áreas de sombra/descanso, com necessidade de garantir a segurança dos visitantes.”

Por outro lado, nota a autarquia vai ser implementado um sistema de rega com telegestão que “confere uma redução dos custos ambientais, sociais e económicos a longo prazo.”