Pesquisar notícia
quarta,
21 fev 2024
PUB
Abrantes

Conselho Municipal de Saúde tomou posse (c/áudio)

9/01/2024 às 17:57
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Abrantes já tem em funcionamento o Conselho Municipal de Saúde, naquele que é um pioneiro no Médio Tejo, já que é o primeiro município a criar este órgão consultivo.

Os municípios devem contribuir para a garantia de acesso a todos aos cuidados de saúde por isso é necessário um debate das questões de saúde no concelho de Abrantes, disse o presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, na sessão de instalação deste órgão.

O presidente da Câmara de Abrantes é, por inerência, o presidente do Conselho, mas na tomada de posse dos membros deixou logo a indicação que será a vereadora Raquel Olhicas, responsável por este pelouro, o pivô nesta área.

Manuel Jorge Valamatos deixou ainda a nota de que “estamos em vésperas de um novo modelo na saúde, com a entrada e funcionamento da Unidade de Saúde Local do Médio Tejo (ULS), onde tem de haver organização.” E para o concelho de Abrantes apontou a criação da USF do norte do concelho como o modelo que pode resolver as dificuldades na contratação de médicos de família neste zona. O autarca repetiu que o que está em causa é um modelo de gestão e não a existência de um local físico para uma unidade de saúde.

Este órgão tem um conjunto de membros obrigatórios que já tomaram posse, mas junta-se um conjunto de outras entidades que vão integrar a estrutura por forma a alargar o âmbito de aconselhamento.

Helena Peixoto, uma das responsáveis pelo grupo de trabalho que criou a Estratégia Municipal de Saúde, apontou os objetivos prioritários do plano para o período 2024 a 2026. É, disse, “um plano modesto para poder ser executado, mas, em simultâneo, também é ambicioso.”

Ao Jornal de Abrantes indicou que os problemas da saúde no concelho de Abrantes são, como noutros pontos do país, a escassez de médicos de família, problemas de acessibilidade das zonas periféricas aos centros urbanos e uma população muito envelhecida. Verifica-se uma grande prevalência de doenças que podem ser prevenidas: Diabetes, obesidade, hipertensão arterial.

Helena Peixoto

A Câmara Municipal executa a estratégia, que é aprovada pela Assembleia Municipal e que conta com os pareceres da Comissão Municipal de Saúde e do Conselho da Comunidade do ACES Médio Tejo. O novo órgão tem de ter, pelo menos, 2 reuniões por ano, mas há a ideia clara, segundo o Município, de que o mesmo deverá reunir todos os meses.

Membros efetivos

Câmara Municipal de Abrantes – Manuel Jorge Valamatos

Assembleia Municipal – António Gomes Mor

Junta de Freguesia de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo – Luis Valamatos

ARS LVT - Hermenigildo Vultos

ACES Médio Tejo – Diana Leiria

Conselho Clínico e de Saúde do ACES Médio Tejo – Flávio Ribeiro

Representante das IPSS – Renato Simões (UDIPSS)

Representante da Segurança Social – Filomena Marques

Representante das Associações da Área da Saúde – Nuno Dias (Cruz Vermelha)

Membros convidados

Representante da PSP – Ana Menino

Representante da GNR – Jorge Oliveira

Representante da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Matilde Sacavém

Representante da REIVA – José Gomes

Conselheira Local para a Igualdade (interna) – Margarida Gomes

Representante da CPCJ – Saudade Simões

Representante da AHBV de Abrantes – João Furtado Pereira

 

Galeria de Imagens