Pesquisar notícia
quarta,
19 jan 2022
PUB
Saúde

COVID-19: Médio Tejo com mais 91 infetados. Abrantes com 178 casos ativos

2/12/2021 às 19:47
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) registou nesta quinta-feira, dia 2 de dezembro, mais 91 pessoas infetadas com SARS-COV-2 e tem um total de casos acumulados, desde o início da pandemia, de 17 884. Os 91 casos anotados pelos laboratórios nesta região foram registados em Abrantes (17), Alcanena (2), Constância (3), Entroncamento (15), Mação (2), Ourém (36), Sardoal (3), Tomar (6) e Torres Novas (7). Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha são os concelhos que nas últimas 24 horas não tiveram registo de novos infetados.

O número de recuperados continua a ser de 16 097, enquanto que o número de óbitos é de 412.

Com a atualização de todos estes dados, o número de casos ativos no Médio Tejo é de 1 275 pessoas com SARS-COV-2 localizadas em Abrantes (178), Alcanena (45), Constância (31), Entroncamento (199), Ferreira do Zêzere (43), Mação (9), Ourém (340), Sardoal (9), Tomar (164), Torres Novas (311) e Vila Nova da Barquinha (56).

O número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados subiu e há mais 25 pessoas em isolamento profilático em relação ao dia de ontem. As pessoas a quem foi decretada a quarentena, devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 13 420 confinamentos e deu alta do isolamento a 12 241 pessoas.

As 1 204 pessoas em vigilância ativa, esta quinta-feira, estão confinadas em Abrantes (215), Alcanena (34), Constância (6), Entroncamento (142), Ferreira do Zêzere (42), Mação (13), Ourém (144), Sardoal (29), Tomar (80), Torres Novas (448) e Vila Nova da Barquinha (51).

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 2.898 casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 13 mortes atribuídas à covid-19, bem como mais 75 pessoas internadas com a doença, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Ao dia de hoje estão internadas 916 pessoas com covid-19, das quais 128 em unidades de cuidados intensivos, onde deram entrada mais 12 pessoas nas últimas 24 horas. O número de pessoas internadas é o mais elevado desde 04 de agosto, quando estavam nos hospitais 919 pessoas com covid-19.

A maior parte dos novos casos foi diagnosticada na zona de Lisboa e Vale do Tejo (937), seguindo-se a zona Norte (914 casos) e zona Centro (599).

Das 13 mortes, quatro ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, três na região Norte, quatro no Algarve, uma no Alentejo e uma na Região Autónoma da Madeira.

Por idades, uma das pessoas que morreu com covid-19 tinha entre 50 e 59 anos, cinco entre 70 e 79 anos e sete tinham mais de 80 anos.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (12.031), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (3.972) e entre os 60 e os 69 anos (1.683).

Há agora 57.368 casos ativos de covid-19 (mais 1.860 do que na quarta-feira) e recuperaram 1.025 pessoas, o que aumenta o total nacional de pessoas recuperadas para 1.078.708.

Em relação a quarta-feira, as autoridades de saúde têm mais 1.805 contactos em vigilância, totalizando 69.610.