Pesquisar notícia
quinta,
21 out 2021
PUB
Região

Médio Tejo: Primeiro infetado com COVID teve alta em dia de mais 6 casos em Torres Novas (C/ÁUDIO)

21/04/2020 às 00:00
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A boa notícia primeiro: A primeira doente infetada com COVID-19 registada no Médio Tejo teve alta ontem à noite. Maria dos Anjos Esperança, delegada de saúde do Médio Tejo, mostrou a satisfação por esta alta da doença. “Ficamos satisfeitos com todas as pessoas que se libertam da doença, mas esta é especial. Foi a primeira pessoa que apanhou o coronavírus no Médio Tejo. A médica explicou que a doente já tinha feito um teste, mas tinha acusado a presença do vírus. Esta doente demorou 33 dias a libertar-se da COVID-19. Fez os dois testes e, desta vez, ambos negativos pelo que ontem, dia 20 de abril, foi-lhe comunicado que poderia voltar a fazer a sua vida normal.

Este é um dos casos que pode dar para explicar que a doença não é igual para todos. Já 27 doentes tinham tido alta e todos foram infetados depois da primeira doente. Alguns até foram testados positivo muitos dias depois desta doente.

Maria dos Anjos Esperança explica que os 15 dias de que fala tem a ver com o período de incubação da doença. O seu tratamento tem tempos variáveis.

Recorde-se que a doente, de Tomar, fez o teste positivo a 17 de março, uma terça-feira. Na altura soube-se que se tratava de uma mulher, ainda jovem, funcionária na Câmara Municipal de Tomar, e que estava a ser acompanhada há uma semana passada por apresentar sintomas. Fez o processo de cura da COVID-19 em casa.

Quanto às últimas 24 horas, registou-se na área do ACES Médio Tejo mais seis casos de COVID-19, todos em Torres Novas que sobe assim para 33 infetados. Assim o Médio Tejo passou para 130 casos e registou ainda um aumento de sete vigilâncias ativas no Entroncamento. Segundo Maria dos Anjos Esperança estes casos têm a ver com uma situação detetada na Lezíria do Tejo, numa fábrica. “Como são colegas da pessoa infetada ficam todos em vigilância ativa”, explicou a delegada de saúde que revelou ainda ter mais 31 altas da vigilância ativa e mais duas altas com pessoas totalmente recuperadas.

O Médio Tejo regista dois óbitos, um de Tomar e outro de Alcanena.

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora Saúde Pública ACES Médio Tejo

Consulte aqui os casos por concelho:

O ACES Médio Tejo aglutina os concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Vila de Rei e Sertã são dois concelhos que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, mas que na área da Saúde dependem de Castelo Branco, nomeadamente do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul, que monitoriza estas situações.

 

Covid-19: Portugal com 762 mortos e 21.379 infetados

Portugal regista hoje 762 mortos associados à covid-19, mais 27 do que na segunda-feira, e 21.379 infetados (mais 516), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de segunda-feira, em que se registavam 735 mortos, hoje constatou-se um aumento percentual de 2,5%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, os dados da DGS revelam que há mais 516 casos do que na segunda-feira, representando uma subida de 3,7%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (441), seguida pelo Centro (171), pela região de Lisboa e Vale Tejo (133), do Algarve (11) e dos Açores (6), adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de segunda-feira.

Das mortes registadas, 507 tinham mais de 80 anos, 159 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 67 entre os 60 e 69 anos, 20 entre 50 e 59 e nove entre os 40 e os 49.

Do total das pessoas infetadas, a grande maioria está a recuperar em casa, totalizando 20.207, mais 552 relativamente a segunda-feira (+2,8%).

Os dados adiantam que 1.172 estão internadas, menos 36 que no na segunda-feira (- 3%), e 213 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos duas, o que representa uma diminuição de 0,9%.

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção pelo coronavírus (1.145), seguido de Porto (1.071), Vila Nova de Gaia (1.066), Matosinhos (884), Braga (902), Gondomar (853), Maia (742), Valongo (594), Ovar (516), Sintra (506) e Coimbra com 360 casos.