Pesquisar notícia
sábado,
22 jan 2022
PUB
Região

COVID-19: Médio Tejo com mais 55 infetados mas com 461 recuperados

3/12/2021 às 19:27
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) registou nesta sexta-feira, dia 3 de dezembro, mais 55 pessoas infetadas com SARS-COV-2 e tem um total de casos acumulados, desde o início da pandemia, de 17 939. Os 55 casos anotados pelos laboratórios nesta região foram registados em Abrantes (6), Entroncamento (3), Ourém (25), Sardoal (1), Tomar (11) e Torres Novas (9). Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação e Vila Nova da Barquinha não registaram qualquer caso de infeção nas últimas 24 horas.

O número de recuperados foi atualizado, há mais 461 dadas como curadas da doença e o total é agora de 16 558. Já o número de óbitos aumentou para 414, com o registo de mais dois óbitos, um no concelho de Abrantes e outro no de Ferreira do Zêzere.

Com a atualização de todos estes dados, o número de casos ativos no Médio Tejo baixou e é de 967 pessoas com SARS-COV-2. Estes casos estão localizados em Abrantes (150), Alcanena (27), Constância (14), Entroncamento (115), Ferreira do Zêzere (25), Mação (9), Ourém (282), Sardoal (7), Tomar (122), Torres Novas (189) e Vila Nova da Barquinha (27).

 

O número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados subiu e há mais 57 pessoas em isolamento profilático em relação ao dia de ontem. As pessoas a quem foi decretada a quarentena, devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 13 535 confinamentos e deu alta do isolamento a 12 249 pessoas.

As 1 261 pessoas em vigilância ativa, esta sexta-feira, estão confinadas em Abrantes (226), Alcanena (43), Constância (6), Entroncamento (143), Ferreira do Zêzere (42), Mação (5), Ourém (144), Sardoal (34), Tomar (85), Torres Novas (482) e Vila Nova da Barquinha (51).

 

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 2.535 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 21 mortes atribuídas à covid-19, registando-se uma ligeira redução dos internamentos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Não se registavam tantos óbitos por covid-19 em Portugal desde 18 de março desde ano, dia em que também se verificaram 21 mortes.

Segundo o boletim diário da DGS, estão internadas 902 pessoas com covid-19 (menos 14 do que na quinta-feira), das quais 129 em unidades de cuidados intensivos, onde deu entrada mais uma pessoa nas últimas 24 horas.

A maior parte dos novos casos foi diagnosticada na região Norte (841), seguindo-se Lisboa e a Vale do Tejo (820 casos) e zona Centro (528).