Pesquisar notícia
segunda,
18 out 2021
PUB
Região

Autárquicas Abrantes: MIFT ganha junta de Tramagal, PS aumenta votação para Câmara e ALTERNATIVAcom entra no executivo

27/09/2021 às 12:59
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

O concelho de Abrantes não teve grandes mudanças, havendo apenas uma freguesia a mudar de mãos nestas eleições.

Entrando pelo executivo municipal, o PS sobe a votação em relação às autárquicas de 2017 e Manuel Jorge Valamatos elege cinco elementos (João Gomes, Celeste Simão, Luís Dias e Raquel Olhicas), o PSD baixa o número de votos e elege Vítor Moura e a terceira força política passou a ser o movimento ALTERNATIVAcom, que elege Vasco Damas.

O BE desce a votação e não consegue a reeleição de Armindo Silveira e o CHEGA consegue ficar à frente da CDU. Mário Lucas conseguiu superar nos votos Chaleira Damas.

No que diz respeito à Assembleia Municipal algumas danças de cadeiras, mas fica tudo mais ou menos na mesma. Assim sendo o PS mantém os 12 eleitos e o PSD os quatro deputados municipais.

O ALTERNATIVAcom elege dois deputados municipais enquanto que o BE e a CDU perdem um deputado municipal cada, ficando com um eleito para o próximo mandato. O CHEGA conseguiu eleger um deputado municipal.

Nas freguesias as maiores dúvidas apontavam a Tramagal, Rio de Moinhos e Alvega e Concavada.

Em Tramagal o movimento independente MIFT, liderado por António José Carvalho, conseguiu ganhar ao PS que teve este ano mudança de candidato. Com vantagem de 16 votos foi a única freguesia que mudou de “mãos” neste ato eleitoral.

Em Alvega e Concavada José Felício foi reeleito embora com umas contas em que vai precisar de entendimentos ao longo do mandato. O PS conquistou 3 mandatos, o PSD de António Moutinho outros 3 e o BE de Eduardo Jorge os outros 3. Muita negociação é o que se espera que aconteça nesta freguesia.

Em Rio de Moinhos o movimento independente (MIFRM) liderado por Rui André segurou a junta de freguesia por 11 votos de vantagem sobre a candidata socialista Liliana Carvalho.

Em Mouriscas, Pedro Matos, que em 2017 tinha uma maioria simples, consegue agora uma expressiva maioria aboluta para o PS; no Pego Bia Salgueiro entra no último mandato sem oposição; na freguesia de Fontes Sónia Alagoa e em Carvalhal Luís Vermelho, assim como em Martinchel Teresinha Barreiro e em Bemposta Manuel João Alves repetem vitórias expressivas.

Aldeia do Mato e Souto é a única freguesia do PSD onde Álvaro Paulino mantém uma maioria expressiva na entrada para o seu último mandato como presidente desta união de freguesias.

Nas uniões de freguesia de S. Facundo – Vale das Mós e S. Miguel – Rossio o PS mudou os cabeças de lista candidatos, Amílcar Alves e Luís Valamatos, mas ganhou com maiorias absolutas.

E na freguesia urbana, em Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás consegue a maioria a absoluta para os socialistas e avança para o seu terceiro mandato.

A abstenção no concelho de Abrantes foi de 45,42% tendo registado uma ligeira diminuição em relação a 2017 onde o valor tinha sido de 46,24%.

Palavras chave:
Autárquicas