Pesquisar notícia
quarta,
17 ago 2022
PUB
Sociedade

Galeria de março de 2022, por Lília Reis

13/03/2022 às 10:30
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A paixão pela fotografia surgiu muito cedo com as primeiras experiências realizadas com o recurso de uma máquina fotográfica pertença dos meus pais. Anos mais tarde entrei no universo digital, da descoberta do fascinante mundo dos pixéis. As possibilidades quase ilimitadas de poder clicar, apagar, voltar a clicar, visualizar de imediato a imagem captada e editar de forma a potenciar o resultado final.

A fotografia permitiu-me ver milhares de pequenos mundos dentro do universo em que vivo, isolando imagens, mostrando as suas vertentes através dos seus ângulos e cortes, procurando enfatizar detalhes, muitas vezes não tão visíveis, mas determinantes para o resultado final. A capacidade de captar o momento!

Cada fotografia tem um pouco de mim, tem sentimento, tem partilha, tem reencontro. Essa é a razão pela qual amo a fotografia.

Uma parte importante da minha veia fotográfica, consiste em dar a conhecer a minha humanidade e tem sido a maior motivação para continuar a fazê-lo, sempre que a oportunidade surgir.

“Fotografar é colocar na mesma linha de mira, a cabeça, o olho e o coração” - frase de Henri Cartier-Bresson, com a qual me identifico imenso e tento imprimir nos meus registos fotográficos.

No ano 2010 ganhei o meu primeiro prémio: uma menção honrosa no concurso de fotografia intitulado “Ano europeu de luta contra a pobreza e a exclusão social” promovida pela TPF Planege Lisboa. Como primeiro reconhecimento, teve efetivamente um sabor especial, revestido de forte motivação para continuar a participar em concursos.

Outros prémios, exposições e iniciativas se seguiram, mas o mais importante, na minha perspectiva, é ter a oportunidade de comunicar, transmitir sentimento e emoção. 

Tenho atualmente uma fotografia exposta na Exposição Intercontinental de Arte Online 2020 – 2021 "NAÇÕES UNIDAS - Símbolo da Vida, Liberdade e Felicidade", como única representante nacional, cuja inauguração na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, tem vindo a ser adiada pelas restrições pandémicas da própria ONU, que também conta com uma sede na Europa localizada em Genebra, na Suíça, onde está prevista ser inaugurada a exposição este ano de 2022.

Evento dedicado ao 75º Aniversário das Nações Unidas, (24 de outubro de 2020), com 216 artistas – 193 países – 6 continentes de todos os 193 Estados Membros das Nações Unidas unidos numa exposição que é uma estreia mundial absoluta.

 

Galeria de Imagens