Pesquisar notícia
terça,
09 ago 2022
PUB
Sociedade

Dia Internacional dos Museus celebra-se hoje com mais de 300 atividades no país

18/05/2022 às 08:16
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter
Sala MIAA

Mais de 300 atividades, na maioria de acesso gratuito, vão assinalar hoje o Dia Internacional dos Museus, com espetáculos de teatro, dança, concertos, oficinas, palestras, lançamento de livros pelo país.

Este ano, o tema proposto pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM, na sigla em inglês), promotor do evento a nível mundial, é "O Poder dos Museus" e visa demonstrar o impacto positivo destes espaços culturais, num mundo em mudança, quando o impacto económico, político e social da guerra na Ucrânia se junta aos efeitos da pandemia da covid-19.

Em Portugal, dezenas de entidades e concelhos do continente e arquipélagos dos Açores e da Madeira respondem anualmente ao repto da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), para que os museus nacionais e da rede portuguesa criem programações especiais para estas datas, que passaram a ter uma oferta presencial e 'online'.

Visitas guiadas e temáticas a exposições, às reservas de alguns museus, espetáculos de teatro, dança, circo e música, oficinas, palestras, entre outras iniciativas, na maioria gratuitas, para todos os públicos, compõem um programa geral que soma centenas de atividades em todo o país.

Segundo a DGPC, o objetivo é promover "uma reflexão sobre o papel dos museus no desenvolvimento" da sociedade, e para tal convida os cerca de 160 museus integrados na Rede Portuguesa de Museus (RPM) a realizarem iniciativas, e outros que se lhes queiram juntar à celebração.

Em Lisboa, por exemplo, no Museu de Arte Popular, decorrerão visitas temáticas orientadas à exposição "Um cento de cestos", entre as 15:00 e as 16:30, percorrendo as coleções de cestaria daquele museu e do Museu Nacional de Etnologia, com mais de 250 objetos, visando a sensibilização pública para a importância da preservação das técnicas tradicionais de cestaria como fator de sustentabilidade ambiental.

Também na capital, no Museu Nacional do Traje, decorrerá uma apresentação do projeto de acessibilidade "Vai de Rodas", às 16:30, por Mariana Sapatinha, que tomou a iniciativa de promover a inclusão de pessoas com diversidade funcional na sociedade e divulgar os melhores locais para fazer turismo acessível em cadeira de rodas.

O Mosteiro de Alcobaça, por seu turno, também vai organizar uma visita de caráter geral hoje, com entrada gratuita, entre as 11:00 e as 14:30, evocando a história do monumento, enquanto o Museu de Olaria, em Barcelos, promove os "Caminhos do Barro entre Culturas", com um conjunto de ações de internacionalização tendentes à promoção comum das cerâmicas de Barcelos e do Tarrafal, em Cabo Verde.

Em Coimbra, no Museu Nacional Machado de Castro, os visitantes terão visitas guiadas gratuitas à exposição "Resgatar a Ordem. Iconografias [s]em reserva[s]", entre as 17:00 e as 18:00, e, no Funchal, no Museu Quinta das Cruzes, entre as 16:00 e as 17:00 decorrem igualmente visitas orientadas às coleções.

Em Santa Maria da Feira, no Museu Convento dos Loios, decorrerão oficinas sobre "Memórias Cerâmicas", entre as 09:30 e as 17:00.

Organização não governamental criada em 1946, o ICOM dedica-se à preservação e divulgação do património natural e cultural mundial, tangível e intangível, através de orientações de boas práticas, difundidas por comissões nacionais com atividade em 146 países.

Anualmente, mais de 40 mil instituições em todo o mundo participam nas atividades do Dia Internacional dos Museus, segundo o ICOM.

Nos últimos dois anos, devido ao impacto da pandemia, os museus intensificaram as atividades 'online', para preservar as suas missões essenciais de colecionar, conservar, comunicar, investigar e exibir o seu património.

A totalidade das atividades inscritas para o Dia Internacional dos Museus podem ser consultadas na página ‘online’ da DGPC.

Lusa