Pesquisar notícia
quarta,
10 ago 2022
PUB
Covid-19

Covid-19: Médio Tejo com 188 contágios no dia em que Portugal chegou aos 9 mil casos

22/12/2021 às 20:40
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

No dia em que o país chegou quase às 9 mil novas infeções, registaram-se 8 937 casos, a região abrangida pela Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo (USPMT) somou mais 188 infetados. O total de casos acumulados subiu para 20 274.

De acordo com o relatório epidemiológico diário da USPMT nesta quarta-feira há a registar mais 188 reportados pelos laboratórios para a Saúde Pública em Abrantes (20), Alcanena (2), Constância (3), Entroncamento (23), Ferreira do Zêzere (7), Ourém (56), Sardoal (2), Tomar (40), Torres Novas (26) e Vila Nova da Barquinha (9). Mação foi o único concelho do Médio Tejo sem registo de novos infetados.

De acordo como relatório não há alterações no número de recuperados, 17 872, nem no número de óbitos, 422.

Desta forma o número de caso ativos nos 11 concelhos do Médio Tejo voltou a subir e é agora de 1 980 localizados em Abrantes (206), Alcanena (50), Constância (36), Entroncamento (185), Ferreira do Zêzere (108), Mação (27), Ourém (522), Sardoal (21), Tomar (473), Torres Novas (317) e Vila Nova da Barquinha (51).

No que diz respeito ao número de pessoas que estão em confinamento por terem contactado com infetados registou nas últimas 24 horas uma descida. Há neste dia menos 24 pessoas a quem foi decretada a quarentena, e que devem ficar em isolamento em casa. Desde que começou a pandemia que a USPMT já decretou um total de 14 115 confinamentos e deu alta do isolamento a 12 792 pessoas.

As 1 298 pessoas em vigilância ativa estão confinadas em Abrantes (249), Alcanena (99), Constância (12), Entroncamento (125), Ferreira do Zêzere (64), Mação (22), Ourém (109), Sardoal (6), Tomar (141), Torres Novas (459) e Vila Nova da Barquinha (12).

Portugal regista esta quarta-feira mais 11 mortes associadas à covid-19 e 8.937 infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, o maior número de novos casos desde 04 de fevereiro, indica a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de novas infeções registado nas últimas 24 horas é o mais elevado desde aquela data, quando se registaram 7.914 casos.

O boletim epidemiológico diário da DGS revela ainda um aumento do número de pessoas internadas, contabilizando hoje 909 internamentos, mais cinco do que na terça-feira, dos quais 155 em unidades de cuidados intensivos, mais duas nas últimas 24 horas.

Das 11 mortes, três ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, outras três no Centro, duas no Norte, duas no Algarve e uma na região autónoma da Madeira.

Lisboa e Vale do Tejo é também a região com mais novos casos diagnosticados nas últimas 24 horas (4.221), seguindo-se o Norte (2.541), o Centro (1.272), o Algarve (353), a Madeira (282), o Alentejo (138) e os Açores (85).

Segundo os dados da autoridade de saúde, registaram-se duas mortes na faixa etária entre os 60 e os 69, três entre os 70 e os 79 e seis entre os idosos com mais de 80 anos.

O maior número de óbitos desde o início da pandemia continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (12.229), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (4.065) e entre os 60 e os 69 anos (1.727).