Pesquisar notícia
quarta,
20 out 2021
PUB
Sociedade

Antena Livre 40 anos - “É como falar de parte da minha vida”

7/02/2021 às 12:32
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Falar dos 40 anos da Rádio Antena Livre é, talvez, falar de um dos projetos mais importantes para o concelho de Abrantes e para a região, tendo desempenhado um papel decisivo no desenvolvimento regional e na divulgação de tudo o que se passava no concelho de Abrantes e limítrofes. Era a RAL que unia a região e levava o entretenimento e companhia às casas das pessoas, sendo algumas vezes o único “serviço público” que a população dispunha. Se durante algum tempo esta região do centro de Portugal foi referência e referenciada no resto do país, muito se deve ao papel desempenhado pela RAL. Atualmente ainda é assim. Talvez teimem em não lhe querer dar essa importância, que fruto da evolução não é tão vincado, mas é certamente importante na difusão da informação, divulgação e difusão do que se vai passando na região centro.
Falar dos 40 anos de existência da Rádio Antena Livre, é como falar de parte da minha vida. Com apenas cinco anos, levado pelos meus pais, comecei a frequentar os estúdios da rádio em Arreciadas. Brincava ao fazer rádio, sempre que era possível e nos deixavam. Lembro-me da azáfama que era a preparação da “Discoteca do Ouvinte”, a tal “onde o ouvinte solicita e nós passamos”, com mesas de discos e cupões alinhados conforme iriam para o ar no dia seguinte. Lembro-me das horas de “corte e costura” nos gravadores de fita, na preparação do programa que divulgava as Coisas, os Sons e as Palavras dos concelhos, das freguesias e das pessoas da região. Recordo a preparação do “Desporto em Revista” ou do “Olimpus”, programas desportivos, em que se gastavam resmas de folhas quadriculadas a elaborar calendários e tabelas classificativas, bem como dos estabelecimentos comerciais se “vestirem de gala” para receberem O Programa, “Sábado Vivo”.
Tenho a perfeita noção agora que, naquela altura, o rigor no trabalho, o empenho para atingir a perfeição, o brio colocado no que se fazia, a formação que se adquiria e a “escola” que se ia ganhando, era algo com cariz profissional, embora feito por amadores. Muito do que ali foi feito serviu de exemplo e de base a muitos que se tornaram profissionais do ofício e a muitos projetos que vieram a surgir mais tarde.
Quanto a mim, no meu pequeno papel no que são 40 anos de história, que começou com Rui Cabral na “Loja da Pequenada”, tento honrar o legado e respeitar os ensinamentos que tantos nos deixam e deixaram. Não querendo ser injusto para ninguém, da “Velha Guarda” destaco em jeito de obrigado, Víctor Falcão e Manuel Chambel, sem esquecer os “meus mestres” Elisa Beirão e Jorge Beirão.
Os tempos atuais são outros, as exigências são outras, mas o empenho e dedicação de quem faz a Antena Livre é o mesmo.
Abrantes precisa, a região quer e os ouvintes pedem. Venham mais 40 da Rádio que todos gostamos.


Ricardo Beirão – Coordenador do Departamento Desportivo da Antena Livre