Pesquisar notícia
terça,
07 dez 2021
PUB
Concelhos

Abrantes: Já é conhecido projeto vencedor do concurso para o multiusos (C/ÁUDIO e FOTOS)

30/06/2021 às 18:01
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

A Câmara de Abrantes aprovou esta quarta-feira, dia 30 de junho, o relatório final do júri do concurso de ideias para a reconversão do antigo Mercado Diário em pavilhão multiusos.

O projeto escolhido, entre 53 propostas apresentadas, foi elaborado por José Maria Cumbre e Nuno Sousa Caetano Arquitectos Lda e, de acordo com o concurso, vai avançar agora para o projeto de execução para além de receber o prémio monetário de dez mil euros.

O presidente da Câmara de Abrantes apresentou os desenhos do que será o pavilhão multiusos de Abrantes. A ideia, que agora vai entrar em fase de elaboração de projeto, prevê para o 1º andar, um espaço aberto (open space) vocacionado para a realização de eventos destinados a iniciativas dirigidas para o público jovem, mas também para eventos expositivos, colmatando a ausência em Abrantes de um espaço com essas condições. Esse espaço poderá acolher eventos como a Feira Nacional de Doçaria, feiras de artesanato e outras iniciativas para promoção das tradições da região ou eventos de cariz económico.

Uma praça exterior, confinante com a subida/descida da Avenida 25 de Abril, zonas pedonais acessíveis em redor do edifício, linguagem arquitetónica consentânea com o parque do Vale da Fontinha, facilitando a mobilidade no acesso ao edifício (elevadores) e a entrada no Centro Histórico da cidade, dotando-a de uma identidade urbana, são outras propostas do projeto vencedor. A cave, será certo, deverá dar corpo a um bloco de garagens.

Manuel Jorge Valamatos disse à Antena Livre que este é um projeto que faz falta em Abrantes que não tem um espaço coberto para eventos, sendo que será um local de atividades para os jovens, nomeadamente para a realização de eventos musicais.

O autarca não adiantou ainda quais os prazos dos procedimentos, mas indicou que espera que seja nos “próximos meses”.

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

O primeiro lugar deste concurso foi atribuído a José Maria Cumbre e Nuno Sousa Caetano Arquitectos Lda que tem um prémio monetário de dez mil euros.
O segundo prémio, de cinco mil euros, foi atribuído ao concorrente Pablo Pita Arquitectos e na terceira posição, com prémio de três mil euros, ficou a empresa Pinhal Arquitectura Lda + Francisco Crisóstomo.

De acordo com o regulamento a ideia vencedora vai agora ter um contrato por ajuste direto para elaboração do projeto final de execução da obra. Manuel Jorge Valamatos garantiu em reunião do executivo municipal de Abrantes que assim que tenha o documento técnico concluído o vai levar à Assembleia Municipal, como prometido na sessão em que apresentou o concurso de ideias. 

O concurso internacional teve 53 projetos apresentados, tendo o júri sido composto pelo presidente da Câmara Municipal, pelo arquiteto convidado pela Câmara Municipal, Victor Mestre e pelo arquiteto Luís Pedro Pinto, indicado pela secção Regional de Lisboa e Vale do Tejo da Ordem dos Arquitetos, entidade tecnicamente parceira da Câmara neste processo.

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

Manuel Jorge Valamatos explicou que apresentou os projetos em reuniões individuais aos vereadores da oposição e que, dentro de umas semanas, as 53 ideias vão ser mostradas aos abrantinos.

O procedimento teve votos favoráveis do PS e do PSD, tendo o vereador Social-Democrata votado favoravelmente porque é um equipamento que faz falta à cidade. Referiu que sempre foi contra o novo mercado, mas como está feito, defendeu a necessidade de ocupar o antigo com um novo projeto como este pavilhão multiusos.

Rui Santos, vereador eleito pelo PSD

O vereador do BE, Armindo Silveira, saudou o trabalho técnico dos concorrentes e dos serviços da autarquia, mas votou contra com os argumentos que foi apresentando ao longo do processo. Primeiro porque não está incluído no projeto o regresso dos vendedores aquele espaço e depois porque não há garantia da salvaguarda das fachadas de demolição, como está definido no Plano de Urbanização de Abrantes, mesmo “que de forma acidental”.

Armindo Silveira, vereador do BE

Já sobre o mercado diário atual o presidente da Câmara de Abrantes disse que vão ser feitos alguns ajustes e correções de problemas que foram sendo detetados para além de um conjunto de iniciativas que têm como objetivo dinamizar o espaço que precisa de vendedores e de clientes.

Há, no entanto, uma outra alteração que tem a ver com o espaço Welcome Center, situado no edifício do mercado, no piso térreo no Largo 1.º de Maio. Com a abertura do Panteão dos Almeida e, daqui a umas semanas, do Museu Ibérico de Arqueologia e Arte, criam-se duas portas para os turistas. Pelo que o Welcome Center passará a ser uma loja de produtos regionais, numa parceria com a Tagus, que tem as ligações aos produtos típicos do concelho de Abrantes.

Manuel Jorge Valamatos

O projeto de execução da requalificação vai agora ser adjudicato à empresa vencedora. O mesmo será aprovado pelo executivo municipal e apresentado à Aseembleia Municipal de Abrantes, como prometido pelo presidente da Câmara. Só depois será lançado o concurso público para execução da obra.

Galeria de Imagens