Pesquisar notícia
terça,
09 ago 2022
PUB
Sociedade

Abrantes: Autarquia diz que CTT se comprometem a reforçar número de carteiros

5/07/2021 às 21:52
Partilhar nas redes sociais:
Facebook Twitter

Já dura há mais de uma semana o protesto dos carteiros de Abrantes que reivindicam a contratação de mais pessoal para o Centro de Distribuição Postal de Abrantes. Vítor Narciso, secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, explicou a 23 de junho que, "num universo de 70 carteiros que prestam serviço em Abrantes, Rio Maior e Santarém, há 18 em falta, seis dos quais em Abrantes”.

Em Abrantes há a “necessidade urgente” de entrada imediata de recursos humanos, pelo menos seis carteiros para fazer face ao volume de trabalho.
Neste sentido os carteiros têm feito, desde 24 de junho, uma greve parcial de duas horas por dia, das 8 às 10 da manhã, com concentração em locais de grande visibilidade para mostrar à população a sua luta, para que conheçam as suas reivindicações.

A greve parcial é "uma forma de informar a população do porquê dos atrasos" na distribuição postal e de "pressionar a administração" dos CTT para a contratação de carteiros.

Já esta segunda-feira o Município de Abrantes dá conta num comunicado que o presidente da Câmara Municipal de Abrantes esteve reunido com o diretor de Operações de Transporte e Distribuição dos CTT, Nuno Marques Neves. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira e o presidente da Câmara transmitiu ao responsável dos CTT os problemas que têm vindo a ocorrer no concelho de Abrantes, nomeadamente a demora na distribuição do correio, não só na área urbana, mas com grande incidência nas freguesias rurais, causando grandes transtornos à população.

Na mesma nota o Município indica que Nuno Marques Neves se terá comprometido “a fazer um reforço com mais recursos humanos, para que nas próximas semanas a situação esteja regularizada, bem como, informou que estão a tomar medidas para minimizar os respetivos atrasos na entrega da correspondência”.

Ainda na tarde desta segunda-feira, 5 de julho, o presidente da autarquia recebeu, também, um grupo de trabalhadores e representantes do SNTCT - Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, onde ouviu as suas reivindicações.

De acordo com o comunicado do Município o presidente da Câmara, Manuel Jorge Valamatos, revelou que esta é uma matéria sensível e que “nos preocupou imenso”. Neste sentido revelou que tem vindo a desenvolver todos os esforços para que esta situação seja resolvida com a maior brevidade possível e que “as dificuldades que têm vindo a ser sentidas pelas populações, nomeadamente na distribuição e na qualidade deste serviço postal, sejam ultrapassadas”.

Recorde-se que a greve parcial de duas horas está anunciada pelo Sindicato, pelo menos, até ao dia 9 de julho. Poderá ser desconvocada se os CTT contratarem, para entrada imediata, pelo menos seis carteiros para reforço da distribuição do Centro Postal de Abrantes.